terça-feira, 9 de setembro de 2008

Mix Brasil?

Estava pensando em que escrever e acabei incentivado pelo meu amigo  Binhosampa e vou contar o que aconteceu hoje!
Começou por aqui o 'Mix Brasil'. Nunca tinha ido e como adoro cinema e fiquei sabendo que seriam exibidos vários curtas e um longa-metragem por dia, fiquei curioso. Tinha esperança que ia me divertir e sai de lá com raiva! Muita raiva!
A péssima organização do 'mix' que, aliás, de organizado não tinha nada, selecionou curtas altamente depressivos. Todos os personagens gays retratados eram viciados em algum tipo de droga, suas vidas eram um imenso vazio e o amor uma eterna ilusão e se o restante do festival foi bom, não sei e sinceramente eu não mais quero saber porque o que vi já me fez perder completamente a vontade de não voltar mais lá.
Estou cansado desses rótulos imbecis e é uma pena que um festival que prega a diversidade seja o primeiro a mostrar que os homossexuais são todos assim! Perdeu a oportunidade de orientar, prestar serviço a toda uma sociedade. 
Quanto a mim eu sei que depressivo nem frustrado eu sou. Acredito no amor e continuarei acreditando e não preciso deste festival para me dizer o contrário.

17 comentários:

SAM disse...

Esse lance de rotular é foda.

Nada é homogeneo, nada!

Querido onde vc mora mesmo?


beijão!
:D

Edu disse...

Perfeitas as suas colocações. Ser humano não vive sem rótulos então os cria para os outros e para si mesmo. Vontade de ter uma "turma" e fazer parte dela (preferencialmente como "chefes", que dizem o que pode e o que não pode). Isso é tão pequeno... somos tão mais interessantes... O jeito é fazer o que você fez: não ir mais, não dar mais dinheiro pra esse bando que (não) nos representa. Beijo!

Talles Borges e Borges Moreira disse...

A D O R E I, ess epost era o Q FALTAVA, eu simplesmente jah pensei varias e varias vezes, a cada namoro meu eu fico pensando, meu deus, será q ele quer mesmo q eu desacredite no amor?
Ou será q eu mesmo estou indo aos poucos para a PROMISCUIDADE?
Enfim, eu acredito no amor, sim sou ADOLESCENTE, não vivi muito, quero viver e aprender mais, já tive decepção para que eu desacreditasse? Jah, mas não desacreditei, filho adorei o post, belo desabafo e em relação a essa organização do mix, não se prenda a um festivalzinho de QUINTA, obrigado pela visita, fico feliz em saber q gosotu da materia! haha
Bjaum!

BinhoSampa disse...

Precisamos virar a mesa e mostrar que não vivemos só nesse mundo de prostituição. Fico indignado que produtores passam uma imagem muito negativa sobre nós, ao invés de fazer ao contrário. Ainda bem que tem pessoas que lutam contra isso e não aceitam. Agiu corretamente!

Abs:-)

Goiano disse...

eu acredito no amor
acredito no casamento
e eu sou fiel

puts
eu sou uma lenda viva

DO disse...

Pois o melhor a fazer é mesmo não ir mais. Se todos fizessemos isto e mostrássemos a nossa indignação.

Não mude o seu jeito de sêr não.
O AMOR existe sim.

MANS / ANDRÉ disse...

o mundo é tão cheio de rotulos
infelizmente até no mix brasil...

Marcos Freitas disse...

Lamentável, pois é o maior veiculo de comunicação voltado para o público gay, e a sociedade acaba vendo isso como uma verdade absoluta.

Beto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beto disse...

simsim!!! um dia eu te conto!!! rsrsrs! quando tomar coragem !!! rsrsrsr!!!

Wagner disse...

Serginho, acho que nesta vc exagerou! Na boa, será que um festival de curtas precisa necessariamente reproduzir a realidade? E depois, a gente está falando do que? De arte! Sim, um cineasta é um artista, por isso acho que é reduzir demais a sétima arte ao papel da "reprodução do real". Até porque isso seria impossível dada a complexidade da unidade que chamamos "ser humano". Neste sentido, se uma amostra de curtas que vc assistiu representa uma faceta da comunidade gay vc não pode dizer que estão errados estes curtas, porque vc mesmo assume que não foi ver os outros! Eu já vi alguns tri divertidos aki em sp! Só mais uma coisa: acho que Hollywood está muito mais interessada em formar opiniões do que este tipo de festival! Mas foi bom vc desabafar! Eu gostei do teu lay branco! Abração!

uomini disse...

Um lado *adolescente idealista* do "justo & dygno" que eu não conhecia (rsrsrs) Mas sendo realista: acho que com o tempo vc vai perceber como as coisas funcionam no mundo-mágico-das-bees...

alessandro disse...

talvez vc tenha visto apenas alguns curtas ruins em sequencia, nao va culpar o comjunto todo ainda

Talles Borges e Borges Moreira disse...

Horrivel é apelidoo
HAhaha
Abraços querido
Valew pela visita!

Daniel disse...

Serginho adorei seu ponto de vista.
Vamos parar com essa coisa de que gay tem que ser depressivo mesmo.
Fazemos todo mundo rir, somos criativos, nos divertimos pra cacete. Mas esta imagem ainda persiste porque a sociedade ainda acha que para ser feliz tem que casar, ter filhor, comprar casa na periferia e adular sogra. Me poupe!
Beijos menino e obrigado por sempre me visitar no blog.
Dan
www.sembolso.blogspot.com

Klero disse...

tenho um amigo que comenta sempre que acha o mix brasil a maior fonte de preconceitos... não sei se concordo, mas existe um certo... "jeito" de ver.

Gui Sillva disse...

DEUS ME POUPE DE RÓTULOS!!!!