sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Eles

Rodolfo Valentino foi um ator italiano radicado nos EUA e o primeiro galã do cinema. Sua vida amorosa foi conturbada e após sua morte algumas mulheres disseram que haviam se casado com ele. Haviam suspeitas de que também havia tido relações homossexuais. O seu funeral provocou uma grande histeria e correu o rumor que mulheres se mataram ao saber do ocorrido. 

Clark Gable foi o rei de hollywood em sua época. Ganhou um prêmio da Academia por It Happened One Night, tornou se um mito ainda vivo e quando foi cogitado o filme Gone with the wind não se pensou em outro nome para o papel de Rhett Buttler. Injustamente perdeu o Oscar por esse personagem, fato que é considerado a maior injustiça da categoria até hoje.

Yul Brynner raspou a cabeça para fazer a peça The King and I, anos depois quando adaptada para o cinema lhe rendeu o Oscar de melhor ator. Fez o faraó em The Ten Commandments, e trabalhou também em Anastasia e The Magnificent Seven. Foi a público falar dos maleficios do cigarro ao descobrir que tinha cancer de pulmão.

Burt Lancaster começou sua carreira no circo. Logo depois chegou ao cinema onde viveu tórridas cenas de amor com as estrelas de sua epoca entre elas a mais famosa de todas em From Here to Eternity ao lado de Debora Kerr. Ganhou um Oscar em 1960 e além de ator também era produtor. Buscou financiamento para Kiss of the Spider Woman onde viveria o personagem principal, mas ao adoecer perdeu o papel para William Hurt.

Marlon Brando teve uma infância conturbada. Virou astro em A streetcar named desire no papel de Stanley Kowalski ao lado de Vivien Leigh. A cena em que rasga a camisa e grita o nome da esposa tornou-se antológica e sinônimo de sensualidade. Vários sucessos depois, dois oscars [recusou o segundo] e famoso por sua atitudes polêmicas em favor dos povos indígenas.


7 comentários:

Paulo - Intemporal disse...

_____________________________[e],

fantástica a sétima arte aqui
elevada ao tom da reminiscência.

Gostei.Gosto.Muito.

Um beijo Serginho.

[saudades]

_________________________ e saio.

[Emerson Santos] disse...

A primeira foto tá bem cara do Ney Matogrosso...hahahaha
Tenha um ótimo fim de semana e um excelente feriadão!
Abraços!

du disse...

....a cena é realmente ótima....fora que marlon brando conseguiu esse equilíbrio entre galã e malandro....

.abraço

Edu e Mau disse...

qual o motivo da felicidade toda??

Inside Me disse...

vc ta q tá hein, serginho... bjocas moço e bom carnaval!

Râzi disse...

Em um mundo em que o novo ficou totalmente valorizado em detrimento de antigo, aquele ditado ainda persiste???

"Não se fazem mais homens com antigamente!" ahahauahauhu!

Beijão!

ManDrag disse...

Salve! Querido

E alguns outros faltariam... né.

Marlon Brando foi um caso impar na história do cinema. O seu carisma era tal que a lenda perdurava mesmo na sua ausência.
Ele foi um homem que viveu com o Coração.

Beijos.