domingo, 7 de março de 2010

Road to the Oscars: Academy Awards!

Como todos sabem, ou devem saber, hoje acontece mais uma cerimônia de entrega do Oscar. Este ano os organizadores resolveram voltar ao passado e não apenas cinco filmes estão indicados mas dez. O fato é que os favoritos são apenas dois, "Avatar" de James Cameron e "The Hurt Locker" de Kathryn Bigelow que pra quem não sabe foi casada com o diretor de "Titanic". O próprio James Cameron andou dizendo que Kathryn merece o prêmio de melhor direção então só nos resta aguardar. Quanto aos atores as coisas estão um tanto definidas a não ser que grandes surpresas aconteçam. Mo'Nique deve ser mesmo a melhor atriz coadjuvante por "Precious" e Christoph Waltz o melhor ator coadjuvante por "Inglourious Basterds". O grande favorito ao prêmio de melhor ator principal é Jeff Bridges por "Crazy Heart" que parece deixou de representar a si mesmo, entretanto não podemos subestimar a força de seus oponentes: Morgan Freeman por "Invictus", George Clooney por "Up in the Air", Colin Firth por "A Single Man" e Jeremy Renner por "The Hurt Locker". Já o prêmio de melhor atriz está nas mãos da Miss Simpatia Sandra Bullock por "The Blind Side", que enfrenta as veteranas Meryl Streep - que deveria logo ganhar um prêmio pelo conjunto da obra ou ser eleita hours concours - por "Julie & Julia" e Helen Mirren por "The Last Station", além das novatas Gabourey Sidibe por "Precious" e Carey Mulligan por "An Education"

5 comentários:

ManDrag disse...

Bem...
Gostaria de ter visto isso tudo para poder dizer quem merece ou não ser destacado. E porquê.

Prognósticos só depois dos resultados conhecidos. hahaha

Beijos

Wans disse...

Tô tocendo para:

Filme -Preciosa
Diretor - Lee Daniels
Ator - Jeff Bridges ou Colin Firth
Ator C. - Wood Warrelson
Atriz C. - Mo'Nique
Atriz - Gabourey Sidib

Provavelmente não vai dar nada disso, mas é o que eu votaria.

HSLO disse...

Vou conferir...

Mauri Boffil disse...

ai, eu so vi o tapete vermelho... pra falar mal das roupas

António Rosa disse...

Serginho, este ano as coisas estavam mesmo muito previsíveis, havendo sempre a possibilidade de alterações inesperadas. Abraço.