quinta-feira, 29 de abril de 2010

Hitchcock presents

Há trinta anos atrás o mundo perdia um dos seus maiores gênios, o criador do suspense, Alfred Hitchcock. Sua carreira começou nos anos vinte onde ele fazia as telas de texto que identificavam diálogos de filmes mudos. Perspicaz aprendeu a escrever roteiros e a editar. Foi cenógrafo e assistente de direção. Seu primeiro filme se chamou The Pleasure Garden de 1925 e o sucesso veio no ano seguinte com um suspense baseado nos assassinatos de Jack, o Estripador, The Lodger: A Story of the London Fog. Vários sucessos depois (entre eles The 39 Steps) chamou a atenção do mega produtor David O. Selznick (de Gone with the wind) que o convidou para dirigiar Rebecca, uma adaptação da obra de Daphne du Maurier. A partir dai o diretor continuou uma bem sucedida carreira em Hollywood onde elevou o nome do realizador ao público. O cinema de Hitchcok era caracterizado pelo suspense. O uso da música e da cor como elementos da história foram criados por ele. Os dados eram mostrados ao púlico que sofria em não poder ajudar o personagem transformando o espectador em um voyeur. Pôs questões nunca bem aceitas como a homossexualidade e a frigidez em seus filmes. Gostava de fazer rápidas aparições como figurante em seus filmes criando uma divertida brincadeira que era procura-lo ao longo da projeção. Mesmo muito deles sendo filmes de suspense gostava de acrescentar o típico humor britânico. Nunca venceu um Oscar, foi indicado seis vezes e um pouco antes de morrer recebeu das mãos da Rainha Elizabeth II a Ordem do Império Britânico.
Spellbound, Rope, Dial M for Murder, Rear Window, To Catch a Thief, The Man Who Knew Too Much, Vertigo, North by Northwest, Psycho, The Birds,  foram alguns dos inúmeros sucessos do mestre que deixou muitos seguidores, mas nenhum herdeiro no cinema sendo considerado até hoje o maior diretor de todos os tempos.

12 comentários:

São disse...

Fez bem em colocar aqui esta cena terrífica de "Os Pássaros"

Tudo de bom.

ManDrag disse...

Um senhor que sabia fazer arte! E mais um caso da insensatez alarve da academia dos Oscares.

Beijos

RAFAEL disse...

é por essas e outras que acho a academia de cinema que escolhe os vencedores do Oscar fajuta...Hitchcock nunca ter recebido um premio é uma afronta...

Devo ter visto todos, pq certa época, fui fascinado por seus filmes..

abração...bom post esse...

Mauri Boffil disse...

meu favorito é Vertigo!

Três Egos disse...

Adoro filmes de suspense! rs

Beijo!

Guy Franco disse...

E eu amo. Meu preferido? Sob o signo de capricórnio, provavelmente.

Marcos Eduardo disse...

o meu preferido ever eh psycho, of course. gosto muito tambem do que ele extraiu da interpretacao de cary grant em north by northwest (aquela cena em que ele eh perseguido pelo aviao, eh tudo!). uma das notorias "burrices" da academia foi nao premiar alguem deste porte. Mas o fizeram tambem com tantos outros mestres, como Stanley Kubrick e Charles Chaplin.


Adorei o post. Parabens!

Goiano disse...

odeio suspense .... so assisto se puder pausar 200 vezes
nao tenho animo p ver o sofrimento alheio
rs

bjos baby
e agora faz um post sobre Princess Grace... tem q falar da musa dele

. intemporal . disse...

.

. tenho uma enorm.íssima predilecção pelo Alfred Hitchcock .

.

. pela diferença com que foi diferente .

.

. um beijo, Serginho .

.

. paulo .

.

dogmanstar disse...

divino
divo
seus filmes foram escola de muita gente...
aprendi a gostar de filmes com ele entre outros..

Alberto Pereira Jr. disse...

ele é e sempre será um mestre! reverenciado e copiado a exaustão

Leandro K. disse...

gosto mais de hitchcock na fase britânica

nos estados unidos, as histórias dele ficaram tão... elas perderam espaço para a técnica.

mas ele continua sendo um graaaande diretor