sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ensaio sobre Saramago

Quem acredita levianamente tem um coração leviano.

Há coisas que nunca se poderão explicar por palavras.

Cada dia traz sua alegria e sua pena, e também sua lição proveitosa

Dirão, em som, as coisas que, calados, no silêncio dos olhos confessamos?

O talento ou acaso não escolhem, para manisfestar-se, nem dias nem lugares.

Ser-se homem não deveria significar nunca impedimento a proceder como cavalheiro.

Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar.

Sempre chega a hora em que descobrimos que sabíamos muito mais do que antes julgávamos.

O espelho e os sonhos são coisas semelhantes, é como a imagem do homem diante de si próprio.

É preciso variar, se não tivermos cuidado a vida torna-se rapidamente previsível, monótona, uma seca.

Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro.

Para temperamentos nostálgicos, em geral quebradiços, pouco flexíveis, viver sozinho é um duríssimo castigo.

Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais.

O que as vitórias têm de mau é que não são definitivas. O que as derrotas têm de bom é que também não são definitivas.

José Saramago, escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista, poeta, comunista arrogante, defensor de uma Federação Ibérica, ferrenho crítico do Papa Bento XVI,  pêmio Nobel de Literatura.

23 comentários:

Dil Santos disse...

Oi Serginho, tudo bem?
Menino, muito triste né? Mas foi feita a vontade de Deus e q ele tenha um bom descanço aos braços do Pai.
Desculpa a demora em vir responder, mas estava super corrido pra mim eses dias.
Ah, vota em mim no top blog, vc vai receber um e-mail sobre seu voto, aí é só clicar pra validar, brigadão.
:D

Vaca Jersey disse...

Ai, fio... Morri com a morte do Saramago... a VJ perdeu até o senso de humor... sad, sad! Hugzzz!

S.A.M disse...

Ai tô tão só com a morte dele.

:(

Vou nem dizer mais nada.

FOXX disse...

=S
bem é uma perda
mas eu não achava ele tão foda assim não...

Guará Matos disse...

Saramago nos fez sentir orgulho pela língua que falamos.
Bjs.

BinhoSampa disse...

assim segue a vida... :-(

Edilson disse...

Triste nos depararmos com a morte, mas ela faz parte da vida não é mesmo? Que nos sirva de lição a vida de Saramago e que aproveitemos o legado que nos deixou.Abraço grande e lindo fim de semana.

São disse...

Obrigada por esta homenagem a quem tanto a merece.

A língua portuguesa ficou mais pobre sem Saramago.

Abraços .

Visão disse...

"pq tudo que é vivo, morre". mas ele vai permanecer em suas obras. fato!

ManDrag disse...

Muitos Saramagos comporta a lusa-língua. José alcançou o seu lugar na História. Merecido!
O melhor preito de homenagem à sua memória é a leitura da sua obra.

Beijos

AD disse...

E os livros são eternos.

____________________

Desejo saber de suas experiências em terras sergipanas. Tô com o c* coçando de curiosidade.

Paulo Braccini disse...

a melhor homenagem ao Saramago foi esta aqui ... parabéns

bjux

;-)

Robson Schneider disse...

Concordo com o Paulo...
Parabéns Serginho!
Bjo

TH disse...

Luto duplo na literatura: mesmo dia da morte de Saramago, lançamento do livro da Geisy Arruda!
Ainda teve um inocente no Twitter que lamentou, dizendo que, depois de Paulo Coelho, Saramago era o MELHOR AUTOR BRASILEIRO! #PassadoEmCristo

António Rosa disse...

Belíssima homenagem, bem merecida. Abraço, Serginho.

inside disse...

olha vc aí se rendendo "aos encantos literários" do cara, hehehehe
valeu, serginho ^^

Denise disse...

De volta e com muita saudades.
Vim agradecer pelas energias intuidas e pelo carinho.

dogmanstar disse...

pena que pouca gente vai sentir falta dele...
num mundo de coelhos e browns, um saramago a menos fará muita falta

JOÃO PORTELINHA D´ANGOLA disse...

Associo-me ao profundo pesar, a enorme mágoa pelo falecimento do amigo e escritor José Saramago – espresso as minhas sentidas condolências à Pilar Del Rio, companheira das suas vicissitudes e sua família.
A morte de um dos maiores expoentes da literatura portuguesa constitui uma perda irreparável para Portugal, para o espaço lusófono e para o mundo. Sua dimensão intelectual, artística, humana e cívica faz dele uma figura maior da nossa história. O nosso sentimento, também é de enorme gratidão por tudo que fez em prol da Democracia, Justiça Social, Direitos Humanos e, sobretudo, da Língua Portuguesa, nossa língua, que tornou-se mais bela com suas imortais obras. Rendo assim o meu testemunho a um escritor que pela reputação mundial recebe milhares de merecidas homenagens e eu quero acrescentar, neste doloroso momento do seu passamento, as minhas homenagens a todas aquelas que sua pátria e o mundo lhe consagram merecidamente. Estou de luto...

batterie disse...

muito triste né? Mas foi feita a vontade de Deus e q ele tenha um bom descanço aos braços do Pai.

labatterie disse...

Desculpa a demora em vir responder, mas estava super corrido pra mim eses dias.

Rolex watches disse...

vota em mim no top blog, vc vai receber um e-mail sobre seu voto, aí é só clicar pra validar, brigadão.

r4 ds disse...

Saramago nos fez sentir orgulho pela língua que falamos.