quinta-feira, 17 de junho de 2010

Namoro x Distância ou Paulo x Daniel?

Aproveitando a deixa do Paulo... O que vocês acham de namoro à distância?
Vamos debater o tema que ontem deu o que falar!

27 comentários:

Paulo disse...

Vale o envolvido dar o seu palpite tb?? :P

Acho que já falei tudo lá no meu blog. Tenho, realmente, muita inveja de quem consegue namorar via telefone ou webcam, quem se contenta em esperar por semanas pelo toque da pessoa que gosta ou que tem uma conta bancária recheada o bastante para bancar passagens na ponte aérea e hotel duas ou três vezes por mês!

Infelizmente, não o meu caso! But... nunca se sabe o dia de amanhã, não é? ;-)

Wans disse...

Eu queria acreditar no amor e dizer que sim dá certo, mas nãoa cho que seja fácil dessa forma. Infelizmente tenho que dizer não dá certo.

Inside Me disse...

rapaz, por um tempo acho q dar pra levar, mas depois outras "oportunidades" surgem, convivência é o q faz relacionamentos acontecerem... mas se há desejo, as coisas podem rolar sim... agora já qt a durar é outro papo... sorte pra quem tentar.

Kiara Guedes disse...

Acredito, mas com prazo de validade. E pra mim isso é fato.
Beijos, meus.

FOXX disse...

bem, eu tow namorando a distância, ele no RJ eu em BH, não tem sido fácil, mas estamos levando...

Paulo Braccini disse...

bem ... minha experiência não deu certo mas enfim ... acho q cada história é única ... entendo q qdo rola devemos dar uma chance ... quem sabe como rolará não é?

bjux

;-)

Guará Matos disse...

Acho fantástico, higiênico e seguro.
Higiênico, pois não dá sapinho e seguro, porque nem precisa de camisinha. A masturbação não engravida (homem X mulher) e nem transmite as chamadas DSTs.
Gostou da justificativa, hahahahahaha?
Mas em contrapartida as beijadas, chupadas e trepadas são insubstituíveis.
Entretanto, cada um se goza da melhor maneira.

Abraços.

S.A.M disse...

Acho que existem dados a serem avaliados para que se de certo um relacionamento a distancia: disponibilidade de tempo, financeira, esse fator de se aguentar as vezes muito tempo pelo outro.

Se o amor é deveras grande, pode-se sim, tentar, afinal quando se é grande, o ato de 'esperar' o outro não custa nada na nossa vida.

Afinal ter o amor longe, não se deixa de tê-lo.

Nesse caso citado o do Paulo, mediante a leitura do que o próprio Daniel disse, é um caso resolvido.

Abração Serginho! ^^

Como disse o Paulo: "cada caso é um caso" logo não podemos elaborar uma regra como a + b = ab.

Edilson disse...

Querido:

A minha experiencia em namoro a distãncia não foi bacana,agora acho que é válido qdo ambas as partes tem grana suficiente pra bancar as despesas que isso gera.Eu experimentei e não deu certo...rs Abraço grande.

BinhoSampa disse...

Não acredito muito em relacionamento a distância, mas precisa analisar os casos, porque tem aquelas situações onde a distância é temporária e nesses casos dá para aguentar e levar a situação, mas tem que estar bem alinhados pelos dois. E há situações onde não há previsões e nesse caso, não dá certo... para vc ter um carinho tem que esperar dias...semanas....meses?!?! aff!!! sem chance...

bjs ;-)

AD disse...

nunca passei pela situação, por isso passo a pergunta.

________________

Sobre o cavaleiro? Vc e VJ ficaram na maior curiosidade, mas é segredo. :)

Abraçao meu caro.

ManDrag disse...

Cada um sabe de si e deus sabe de todos.

Beijos

K. disse...

que dá certo, dá
mas obviamente não é para todo mundo

depende das pessoas e do modelo de relacionamento que elas têm em mente

uma amiga ficou 6 meses sem ver o namorado qdo ele fez um intercâmbio... casaram-se depois e estão super bem.

Inside Me disse...

oh serginho né o neymar não, ele num foi "convidado" pelo "anão-zangado" oops, pelo dunga =x é o Nilmar q tá lá e é mais bonito q o Neymar, ráh, kkkkkk leu o nome do moço errado num foi? hunf!
kiss :D

Sergio Viula disse...

Amigão,

Cada um é diferente. Então, pode dar certo. Mas, eu não conseguiria ficar nessa muito tempo. 28 dias fora na Inglaterra deixaram-me desesperadamente ansioso para voltar para casa.

Quando meu parceiro ficou fora 8 dias em Natal há uma semana, vc viu o que eu postei lá no Fora do Armário (http://glsgls.blogspot.com/2010/06/o-que-e-isso.html).

Então, eu que diria ficar longe de quem eu amo, só mesmo por pouco tempo e por verdadeira necessidade.

Abração, menino!
Sergio Viula

Too-Tsie disse...

Vamos ver o que o destino reserva :)

Mauri Boffil disse...

eu não consigo, sério...

ONG ALERTA disse...

Acho que deve ser difícil, paz.
Beijo Lisette

Marcos Eduardo disse...

Creio que nao dah pra levar a serio, pois oportunidades de conhecer pessoas mais proximas, sao sempre grandes. Acredito tambem que namoro, assim como amizade sao feitos de convivencia real e nao de viagens ou cam. Eh o que penso. As pessoas estao muito imediatistas, como o mundo. Entao, nao dah pra esperar 15 dias pra se ver.

beijos.

TH disse...

Quando se tem certeza do que sente, visão de futuro com a pessoa, perspectiva de união física algum dia e maturidade, não há como não ter êxito. Depende de cada um..

António Rosa disse...

Namoro à distância? Passei por isso há quase 25 anos e não deu certo. :))) No entanto, foi a pessoa que eu mais amei na vida.

dogmanstar disse...

comigo funcionou por 3 anos com uma cara de Caragua.
sem problemas.
acabou por outros motivos e não pela distância mas, cada um sabe o que quer, não?

batterie disse...

Tenho, realmente, muita inveja de quem consegue namorar via telefone ou webcam

labatterie disse...

quem se contenta em esperar por semanas pelo toque da pessoa que gosta ou que tem uma conta bancária recheada o bastante para bancar passagens na ponte aérea e hotel duas ou três vezes por mês.

Rolex watches disse...

mas nãoa cho que seja fácil dessa forma. Infelizmente tenho que dizer não dá certo.

r4 ds disse...

mas se há desejo, as coisas podem rolar sim

AleX nObre ® disse...

Por um período dá certo sim. Falo por experiência própria. Mas depois é preciso dar um basta!
Ou um dos dois se muda de vez e ai morar próximo ao outro, ou é melhor acabar.
Muito tempo longe acaba enfraquecendo a relação.