domingo, 8 de agosto de 2010

Ele não mostra as pernas!

Hoje o entrevistado é a minha irmã de alma. Irônico ou sarcástico para alguns, mas sobretudo engraçado para todos, o Mauri é capaz de se resumir em apenas uma palavra e de se abrir totalmente em uma frase contando coisas que ninguém sabe de um jeito que só ele sabe fazer. Sem mais delongas...

Serginho:
Então querido, conte como você se descobriu...
Mauri Boffil:
Um belo dia, eu tinha quinze anos, perdi a minha virgindade... Nossa! Como foi foda! E disseram: "Você só é vivo quando faz sexo!" Então eu descobri e foi um tal de: "Meu Deus! Sou um ser humano! Tenho vida! Não sou mais um nerdzinho ignorado na escola! Que delícia! Quero mais! Desde então, eu me descobri gente! Tinha amigos que me diziam que eu só viraria gente quando tirasse o cpf. Mas, porra, um pedaço de cartolina (naquela época era cartolina: não vou dizer quando pra não revelar a idade), mas o CPF não mudou em nada a minha vida, pelo contrário!
Serginho:
E antes dessa época?
Mauri Boffil:
Eu tinha um priminho que brincávamos de troca-troca. Encanei quando tinha 19 anos. Sério! Por mais incrível que pareça minha formação é católica! Estudei em colégio de freiras e tudo o mais. Entrei no que eles chamam de latência sexual (pausa) até os 21 anos. Vou te revelar um segredo que nunca contei no blog: tenho uma filha de 15 anos.
Serginho:
Conte nos melhor esta história.
Mauri Boffil:
Foi fruto de uma camisinha furada e de tesão de adolescente. Ela e eu nos damos super bem, ela mora em outra cidade com a mãe não me dou bem com a mãe dela. Na verdade é uma cagada quando se é pai aos 15 anos, quando ainda se pensa em videogames!
Serginho:
Mas porque mantém o segredo?
Mauri Boffil:
Não é um segredo guardado a sete chaves. Só é uma coisa que não saio gritando por aí: "Hey, tenho uma filha! tenho 30 anos e tenho uma filha que vai fazer 15!" . As pessoas se chocam! Quando se é adolescente os hormônios gritam. Só não transamos com a roda do pneu com medo de ficar engatados.
Serginho:
E depois desssa fase, me fale como foi depois dos 15 anos você disse que virou gente.
Mauri Boffil:
Digamos que até minha presente idade eu já passei o rodo. Sempre com proteção porque é muito importante e não se esqueça de praticar uma arte marcial, no caso de algum tarado que você seduziu apenas em troca de cerveja querer bater em você.
Serginho:
Encontrar o amor era algo que passava pela sua cabeça nesse período?
Mauri Boffil:
Não, quer dizer, todos buscam o amor, tanto que, jurava que quando conheci o Kai seria apenas uma trepada pra aliviar o estresse da semana. O negócio é que dei meu melhor (ambiguamente falando) e ele gostou, assim como eu gostei dele. Quem diria que na semana que vem estamos fazendo 8 meses! Quase uma vida pra quem não durava 3 meses com alguém.
Serginho:
E quando a internet surgiu na sua vida? Como surgiu o Mauri?
Mauri Boffil:
Em 1999, descobri o computador. Mas a internet é um vício. Antes Mauri era Sieger e tinha um blog por ano. Eu tinha acabado de ler o Diário de Bridget Jones e amado a maneira como a autora narrava. Decidi narrar meu cotidiano da mesma maneira em que ela escrevia, mas confesso que deu cagada. Um ser do meu trabalho descobriu o blog e tive que deletá-lo com urgência graças a uma chantagem (vivo como em Melrose Place) e prometi a mim mesmo não expor num outro blog. Promessa que não durou dois dias. Na verdade Mauri Boffil é a junção de nomes de ex-namorados de duas cantoras latinas que admiro.
Serginho:
Além do famoso Mauri também existem o Erik e o Mamba Negra, eles se relacionam todos juntos sem nenhum tipo de atrito?
Mauri Boffil:
Se relacionam bem. Erik é o mais certinho, digamos que seria o super-ego. Mamba negra é o lado mais instintivo, mais vingativo! (gargalhada estridente) Todos convivem bem como em "United States of Tara".
Serginho:
Você expoe sua vida de uma forma engraçada, mas se preocupa em não revelar certos assuntos que segundo você mesmo poderiam não apenas lhe prejudicar como também as pessoas que te cercam. O que acha dessa exposição que vemos hoje em dia?
Mauri Boffil:
Uma merda. Isso é graças a essa geração Big Brother Voyeurista em que vivemos. Se alguém morre na esquina, todo mundo filma e aparece no youtube. Se alguém trepa, alguém filma e para no youtube (porque pro youtube não vai parar pornografia, eles barram, que triste). Acho que as pessoas, por mais pervertidas que sejam, deveriam tomar mais cuidado. Confesso que tenho a fantasia sexual de transar com um público me olhando, mas o medo de um mínimo celular me gravando me fez repensar. Merda de tecnologia! Nem se pode ser feliz!
Serginho:
Porque assusntos mais sérios na blogosfera não te atraem?
Mauri Boffil:
Acho que se eu quisesse saber sobre assuntos mais sérios, eu leria o G1 ou o jornal da esquina. Mas o blog é de cada um e cada um escreve o que quiser! Assim como eu não suporto ler esses assuntos, tem gente que não suporta ler minhas loucuras na Katana.
Serginho:
E dentro da blogosfera que você interage existe um certo corporativismo?
Mauri Boffil:
Existe sim. Mas eu procuro me dar bem com as pessoas com quem tenho mais afinidades, como você, o Rafael (ou Rui se preferir), o S.A.M., o Gato de Cheshire, o Cain Sodom (beijos a todos). Digamos que não seja uma panelinha. Tem blogueiros que eu acho um saco porque só vivem repetindo aquelas coisas que vemos na Tv ou aqueles que masturbam o próprio ego. Pode parecer meio fútil, mas eu procuro não me envolver quando o assunto é política-futebol-religião. E sem falar naqueles blogueiros que escrevem umas poesias que nos fazem sentir mentalmente incapazes. Porra, se não é pra ninguém decifrar, não escreve!
Serginho:
Já criou inimizades na internet?
Mauri Boffil:
Sim. Eu e essa pessoa nos falávamos direto pelo msn e, um belo dia, essa pessoa me deletou do msn e li em seu twitter: "Acho que fulaninho estava me trollando". Porra, esse fulaninho nem é a Thalia! Mas ignoro. Como diz a Tita: "cada louco com suas neuroses, psicoses, traumas e..."
Tem também uma blogueira que eu não sou muito fã também. Acho que ela e esquizofrênica! Sério! Nas postagens ela fala com ela mesma como aquela louca que tinha em Heroes. Mais doido ainda é quem dá trela pra gente doida. Posso ser bêbado, mas tenho classe.
Serginho
E quem convidaria para beber com você?
Mauri Boffil:
O Rui tá me devendo umas brejas! Eu beberia com o S.A.M. só mesmo pra seduzir ele (se eu estivesse solteiro, né?), eu adoraria beber com você, mas eu fecharia o bar pra beber com o Foxx até ele ficar louco e dançar de cabeça pra baixo comigo em cima da mesa!
Serginho:
E quem convidaria para um ménage-a-trois?
Mauri Boffil:
O Hipotêmpico do concurso da Vaca Jérsey! Meu Deus! Isso é homem que encha uma cama, Inshallah!*
Serginho:
Mais alguém?
Mauri Boffil:
Gabriel Soto! Imagino ele me dando uns tabefes na cara e... (isso vai dar bronca) eu convidaria o Wans. Eu o acho cookie. Não existe muita não pegação na blogosfera mas acho que precisava. Mais concursos de cueca! Quero propor pro Gay Alpha, oops, Vaca Jérsey, o concurso "mostra o seu que eu mostro o meu".
Serginho:
Existe muita gente mentirosa na blogosfera? Como percebe que a pessoa esta criando um personagem ali?
Mauri Boffil:
Confesso que sou ingênuo nesse aspecto. Acredito em 90% do que leio. Mas deve ter gente que mente sim. Eu não minto na Katana - embora muitos pensem. Existem formas de se escrever como por exemplo, se vc ler: "cai da cadeira, caralho!", muitos vão se solidarizar com você, mas se você narrar, por mais detalhes como por exemplo: "estava eu sentado, aproveitando a brisa, me sentindo rica e poderosa e a cadeira quebrou, me estabaquei com a bunda no chão que minhas hemorróidas arderam", a mesma frase - só que com mais detalhes- vai provocar outro efeito.
Serginho:
Se pudesse voltar atrás o que consertaria?
Mauri Boffil:
Mudaria de formação. Ser fono significa morrer de fome!
Serginho:
Se nascesse mulher, com a cabeça que tem seria diferente ou faria as mesmas loucuras?
Mauri Boffil:
Acho que eu seria mais louco. Se eu fosse mulher eu seria fútil, andaria sem calcinha, seria mais baladeiro...
Serginho:
Você esteve sumido da blogosfera um período por estar de férias. Me conte mais a respeito, como foram?
Mauri Boffil:
15 dias de lua de mel com o Kai, 14 dias aguentando meus vizinhos ouvindo coisas piores que Joelma, fugi no 15º dia da casa de praia pra ter um dia de lua de mel com o Kai de novo. Temos uma vida sexual intensa! Ele diz que eu o levo ao cansaço físico!
Serginho:
Bate bola, jogo rápido, tudo junto e misturado. Pronto?
Mauri Boffil:
Pronto!
Serginho:
Aborto, sim ou não?
Mauri Boffil:
Não. Seria o mesmo que assassinato.
Serginho:
Pode se pensar em sexo sem camisinha com o namorado?
Mauri Boffil:
Nunca! Camisinha forever e no forévis!
Serginho:
Esquecendo o Kai por uns instantes...
Mauri Boffil:
Gabriel Soto! (suspiros)
Serginho:
Quem levaria para uma praia de nudismo com você?
Mauri Boffil:
Mais uma vez o Hipotêmpico do concurso da Vaca Jérsey. Meu Deus! Que homem é aquele! (mais suspiros)
Serginho:
Quem deixaria numa ilha deserta para sempre?
Mauri Boffil:
Thalia
Serginho:
Faria um crossdresser?
Mauri Boffil:
Já me vesti de Elza Soares uma vez.
Serginho:
Qual a trilha sonora da sua vida?
Mauri Boffil:
Zero 7 - In the Waiting Line.
Serginho:
Qual sua maior bondade?
Mauri Boffil:
A paciência, ter paciência é sinal de bondade! Mas, sem abuso!
Serginho:
O que te faz perder a paciência?
Mauri Boffil:
Gente petulante, metida a ser dona do mundo.
Serginho:
Qual sua maior maldade?
Mauri Boffil:
Fotografar o pinto de um cara que eu estava saindo que eu não sabia que era casado e depois ameaçá-lo a me deixar em paz, em troca de não enviar a foto pra mulher dele.
Serginho:
Qual seu maior medo?
Mauri Boffil:
A morte.
Serginho:
Você tem algum pudor?
Mauri Boffil:
Tenho. Não vou a praia para mostrar minhas pernas. Tenho as pernas finas. Além disso meu corpo nu é um templo. Poucas pessoas me veêm sem roupa.
Serginho:
Se ganhasse na Mega Sena e ficasse milionário o que faria?
Mauri Boffil:
Iria morar num lugar onde o milhão valesse 5 milhões, como a Venezuela.
Serginho:
O não faz de jeito algum?
Mauri Boffil:
Comer peixe!
Serginho:
Se pudesse mudar algo que você disse aqui na entrevista o que mudaria?
Mauri Boffil:
Nada! Sou bem transparente, ainda mais que você ta me pegando bêbado pra entrevistar...
Serginho:
Mauri por Erik?
Mauri Boffil:
Reflexo.
Serginho:
Erik por Mauri?
Mauri Boffil:
Recalque.
Serginho:
O que diria para os fãs?
Mauri Boffil:
Amo vocês... mas lá fora!

*Se por acaso o Hipotêmpico ler esta entrevista ou alguém souber quem ele é, por favor é entre em contato com o Mauri que como vocês puderam perceber está bem interessado em conhecer.

19 comentários:

ManDrag disse...

Oh, valha-me deus! Enganei-me no filme!
Apre! Vá de retro!...

Já estou saindo de mansinho... fui

Beijos

Guará Matos disse...

Hahahahaha, muito legal a entrevista. O cara é super alto astral.
Abraços.

Dil Santos disse...

Serginho, tu tá bem?
Menino, adorei a entrevista, esse cara parece ser louquinho né? kkkk
Concordo menino, eles insistem em nos aprisionar, mas depende de nós querermos isso.
Bjo menino

Paulo Braccini disse...

adorável conhecer um pouco mais dos blogueiros amigos ... Mauri é uma figura ímpar na blogsville com sua sutileza e sarcasmo.

Parabéns mais uma vez pela oportunidade de conhecermos os amigos, bem como pela inteligência com que vc delineia a entrevista...

bjux

;-)

Tiago disse...

Já vi entrevistas da Gabi Gabriela, Hebe e por ai vai..
Mas td seria bem mais divertido se as pessoas respondessem como seu entrevistado!
Adorei as respostas!
Visitando vc q está "blogado" vários amigos em comum..
Se quiser aparece no meu..
Abração

Flor de Lótus disse...

Olá Serginho!Desculpa não ter comentado aqui,mas é que eu to no netbook e essa telinha tá destruindo o pouco de visão que tenho,hihih.
Obrigada pela visita!
Volte sempre!
Beijosss

Mariposo-L disse...

OLá gostei da entrevista, e mais ainda da camisinha furada ...oooóóóóó doooóóóóóóóó ....

Abs

Mariposo-L disse...

A propósito camisinha furada será que dá reclamação no Procom ????

Cain Sodom disse...

OOOOOH, choquei! Mauri-katana vingativa-lasciva é pai? FELIZ DIA DOS PAIS! Rs. Mas o que é isso? Como assim? Toda boa bicha que se preze tem esqueletos dentro do armário, eu entendo... Agora, Mauri tem uma filha de 15 anos? (escondida dentro do armário) CHOQUEIIIII de mijar na roupa.

Aiai, olha só eu chamando a "Vaca" de cafetina-mor... Que pecado cometi. Lógico, que por um momento me esqueci da Gueixa-mor.

Amei a entrevista, o Mauri ahasa! Parabéns a tu tb, que sempre conduz as entrevistas com ótimas perguntas (quentes). ^^

S.A.M disse...

ADoro o Mauri!

#fato

Bem não é a toa que a Katana de Bambu faz tano sucesso, sorte do Kai! haha

Renato Orlandi disse...

ADoro o Mauri! [2]

Meu ídolo, quero ser igual a ele qdo crescer, com sua coragem, inteligencia, humor!!! Passo sempre bons momentos com ele no MSN! Bjoooo e parabéns pela entrevista, pude conhece-lo bem melhor!!!

Mauri Boffil disse...

ain! Amei a entrevista... temos que conversar bebados no msn mais vezes, uhauha!
Mil besos, sys!

Lobo Cinzento disse...

Hahaha não creio que com toda essa sem vergonhice, ele tem logo vergonha de mostrar as pernas!

Mas eu só fã dessas maldades envolvendo blackmail... um dia eu ainda faço uma dessas, digna de manchete no Jornal Nacional...

Beijos pro Serginho e pro Mauri!

Rafael disse...

Hahahaha. Mauri sempre uma ótima companhia pras tardes de trabalho.

Quando a internet dá essa oportunidades, de conhecer gente bonita, engraçada e inteligente, vale a pena todo esse tempo que passamos conectado.

Sucesso Serginho, Sucesso Mauri, to chegando com a cerveja.

Beijo

Inside Me disse...

omi, sei nemporque[e sabendo[ ja to virando fã do mauri... vo lá visitar o blog dele mais vezes...
ai serginho, amo suas entrevistas, são tão coerentes, precisas, enfáticas... amooooOooo, bjs, amore

Wans disse...

Ai que fofo. Levro pra casa e dou de mamar. Entendam como quiser.

Glaukitos disse...

Caramba...sabia muita coisa aí mas esta história de filha....

Da-lhe Mauri!

Marcos Eduardo disse...

Estou begeeeeee! rsrsrs. Erik eh danado, hein?! Se veste de Elza Soares e tem vergonha de mostrar as pernas! Parabens, hein?!

Bjs.

Lord V. disse...

boa...
adoro o mauri. conheci por intermedio do glauco e ja virei fa!!!
abraços mauri!!! e sijoga logo kerééédo!
aloka

abraços
voy