terça-feira, 7 de setembro de 2010

Vale a pena ler de novo!

Ano passado eu dei início a uma série de entrevistas com vários blogueiros. Pude aprender muito com cada um e entender melhor este universo virtual através dos olhos deles. A primeira temporada desta série terminou e isto é so o começo. Aguardem logo mais a estreia da segunda temporada, mas para matar as saudades hoje posto aqui alguns grandes momentos destes grandes homens que aqui passaram.

BinhoSampa: As pessoas reclamam porque são exigentes e sonham com príncipes encantados. Elas não dão oportunidades para as pessoas, querem encontrar na verdade o seu espelho e isso se torna difícil. O romantismo não acabou, eu vivo um romance e sempre vivo com os meus namorados. (...) Infelizmente as pessoas só querem sexo por causa da facilidade. Hoje fazer sexo é como ir no mercado, escolhe o produto e leva pra casa e pra que ficar com um único produto se você pode ter vários?

André Mans: ... acredito na música como matéria (...) tenho necessidade de ter a música no poder das minhas mãos.

Râzi: Acredito em pessoas melhores. País melhor é utopia. Enquanto todo mundo continuar reclamando do governo, dos políticos, da violência, mas aceitar e oferecer suborno, tirar vantagem sempre que pode, mesmo que prejudique outras pessoas, achar inofensivo o uso de drogas, porque é só um pozinho de nada pra animar, esse país não vai dar certo mesmo. As pessoas não vão dar certo.

Autor: (...) Na internet você pode ser qualquer pessoa, até mesmo aquelas que você julga que é (e nem de longe corresponde à realidade). Vejo muita gente que cria um personagem na internet ao ponto de acreditar tanto naquele personagem que passa acreditar que ele existe e quando a gente conhece pessoalmente tal 'personagem' nos damos conta de que alguma coisa não casa, não combina.

Paulo Faysano: (...) Os mutantes são personagens perseguidos e odiados por todos, não compreendidos. Não tem culpa do que são, eles nasceram assim. Os mutantes da Marvel sempre foram comparados com as minorias, sejam sexuais, religiosas ou raciais. Temos vários exemplos disto.

Gus Braga: Acho triste como as pessoas se deixam levar pela "ilusão" do mundo das celebridades, indo até o fim, como aconteceu com Leila Lopes e Michael Jackson. No fim das contas, querer ser uma celebridade é um sonho vazio. Afinal de contas, como as pessoas se tornam celebridades? (...) Isso não me interessa.

Edu: Já me expus até mais (...) Mas lido com naturalidade, acho - se eu abri um blog foi justamente pra expôr. Se não eu ficava com um documento no Word. Tudo bem que por conta do receio de machucar envolvidos procuro nào mencionar nomes dos que não sabem do blog. (...) A censura existe e às vezes ela é tristemente necessária. Por outro lado, por isso que criei um novo perfil no google somente relacionado ao blog. Assim, talvez, ninguém que não deva vai me achar.

Marcos Eduardo: (...) Já sofri no trabalho. A grande maioria ainda não percebeu que está na hora de mudarmos de vez e escrevermos a nossa revolução. Parem com a parada. Um dia de orgulho e uma vida de culpa (vejo isso e muito em muitos). União civil entre pessoas do mesmo sexo. Que ninguém mais morra só porque anda pelo centro de São Paulo de mãos dadas com o seu namorada ou namorada.

Paulo Braccini: (...) Optei por ampliar o leque de possibilidades do conhecimento de forma mais multifacetada. (...) me aprofundo naquilo que eu gosto, mas de forma não acadêmica e sim inteiramente livre e independente. Acho que este aspecto faz parte de minha personalidade mesmo.

Mauri Boffil: (...) Acredito em 90% do que leio. Mas deve ter gente que mente sim. Eu não minto na Katana - embora muitos pensem. Existem formas de se escrever como por exemplo, se você ler: "cai da cadeira, caralho!", muitos vão se solidarizar com você, mas se você narrar, por mais detalhes como por exemplo: "estava eu sentado, aproveitando a brisa, me sentindo rica e poderosa e a cadeira quebrou, me estabaquei com a bunda no chão que minhas hemorróidas arderam", a mesma frase - só que com mais detalhes- vai provocar outro efeito...

15 comentários:

HSLO disse...

que acompanhei todas...gostei muito da sua ideia.

abraços
de luz e paz

Hugo

Lord V. disse...

nao acompanhei as entrevistas. infelizmente...
mas gostei desse apanhado geral...
interessante ver o tipo de pensamento de cada um!

abraços
voy

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

O Mauri eu conheço. E adoro ele, é um dos mais queridos.
bem legal sua proposta, gostei!
bom feriado

Wanderley Elian Lima disse...

Olá menino
Algumas tive a oportunidade de ver, outras não. Gostei dá síntese.
Bjux

São disse...

Ficarei esperando mais.
Beijinho.

Glaukitos disse...

Grandes palavras.
eu só li uma entrevista até agora..=/
Cheguei atrasado né..#abafa!

Wans disse...

Mal posos esperar pela próxima!!!!!

bjão, Serginho!

Paulo Braccini disse...

que venham outras tantas ... adoro seu jeito de desnudar as pessoas ...

bjux

;-)

ONG ALERTA disse...

Cada cabeça uma história, paz.
Beijo Lisette

Sergio Viula disse...

Existe, sim, vida inteligente na Terra!!!!!! Caramba, adorei as respostas, mas a respsota do(a) Râzi (desculpe, o nome soa como neutro pra mim) foi espetacular!!!! O nome disso é ética e é isso que está faltando em nível pessoal mesmo. O macro é reflexo do micro. O país, o dia-a-dia, a vida é o que a gente faz deles, e a gente faz sendo!!!!

Abraço, Serginho! Foi ótima idéia!!!

Sergio Viula
www.glsgls.blogspot.com

Marcos Eduardo disse...

Amore, boa tarde!
Mais uma vez citando um de varios grandes momentos de nossas conversas, nao?! Obrigado pelo carinho constante e presenca marcante no Olhar. Beijos e um "bótemo" feriado.

Guará Matos disse...

Retrospectiva com o Grande Sérginho.

Você é bom garoto.

Abç.

Renato Orlandi disse...

não li as entrevistas mas pereceram shows de sabedoria e bom senso, adorei os trechos! Bjao!

Autor disse...

Tão bom reler esses fragmentos das entrevistas.
Lembro que quando vc começou comigo eu achei que não sairia nada de interessante. Quando vc publicou ficou tão legal, hehe
Muito boa a idéia, amigo!
Bjos mil

Paulo Braccini disse...

até q eu poderia pensar na idéia mas se outra pessoa tb participasse ... kkkkkkkkkkkkkkkk

piada intena

bjux

;-)