sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O Elefante

Esta história é velha mas quis compartilhar assim mesmo. Vejam a gratidão dos animais! Que emocionante!

Em 1986, Peter Davies estava de férias no Kenia depois de se graduar na Northwestern University. Em uma caminhada ele cruzou com um jovem elefante que estava com uma pata levantada. O elefante parecia muito estressado, então Peter se aproximou muito cuidadosamente. Ele ficou de joelhos, examinou a pata do elefante e encontrou um grande pedaço de madeira enfiado. O mais cuidadosa e gentilmente possível Peter removeu com a sua faca o pedaço de madeira e o elefante cuidadosamente colocou sua pata no chão. O elefante virou para encarar o homem com grande curiosidade no seu rosto e o encarou por tensos e longos momentos. Peter ficou congelado pensando que seria pisoteado. Depois de um certo tempo o elefante fez um barulho bem alto com sua tromba, virou e foi embora. Peter nunca esqueceu o elefante e tudo o que aconteceu naquele dia.
Vinte anos depois, Peter estava passando pelo Zoológico de Chicago com seu filho adolescente. Quando eles se aproximaram da jaula do elefante, uma das criaturas se virou e caminhou para um local próximo onde Peter e seu filho Cameron estavam. O grande elefante encarou Peter e levantou sua pata do chão e a baixou, ele repetiu varias vezes emitindo sons altos enquanto encarava o homem. Relembrando do encontro em 1986 Peter ficou pensando se aquele era o mesmo elefante. Peter reuniu toda sua coragem, escalou a grade e entrou na jaula. Ele andou diretamente ate o elefante e o encarou. O elefante emitiu outro som alto, enrolou sua tromba na perna de Peter e o jogou contra a parede matando-o. Provavelmente não era o mesmo elefante e ele se fudeu!

Este post é dedicado a todos que mandam aquelas histórias melosas e cheias de finais felizes...

18 comentários:

Guará Matos disse...

Hahahaha, puta que merda, gente!
Acabou com a melesquência das pessoas "excelentes de coração", hahahaha!
Bj.

Paulo disse...

Hehehe, eu já recebi essa história antes e adooooro!!

Fala sério, tem coisa mais chata que essas drogas de email corrente com mensagens bonitinhas e melosas?? Affffff...

Diogo Didier disse...

Eu tbm já recebi esse texto por email e achei bem legal! Melhor ainda é ver você compartilhando-o aqui com os seus leitores.

bjoxxxxxxxxxxxxxxxxx

Edu disse...

Eu não conhecia e já estava estranhando. Mas adoreeeeeei o final! :-)

Wanderley Elian Lima disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk esse post poderia se chamar: Serginho, a vingança.
Bjão

Dêco disse...

Esse final foi tão SAM. kkkkkkkkkkkkk
Gostei demais.
Beijos

Paulo Braccini disse...

tem horas q eu incorporo este elefante ... adoooooooooro ...

bjux

;-)

HSLO disse...

Super show esse texto, tenho aqui.

abraços
de luz e paz

Antonio de Castro disse...

poxa. justo o vermelho do fundo q eu tanto gostava vc tirou...

=/

sobre o texto...
fiquei com pena do otimismo do cara.

ManDrag disse...

Pois é! na selva é muito mais seguro! Na cidade todo cuidado é pouco com esses trombudos.

beijos

melo disse...

gato. te dedico!!
também sou avesso a esteórias melosas, com moral, auto ajuda ou afins..
todo mundo se fode. sempre. fato.
gente muito feliz ou tá bêbada ou é iludida...

Sergio Viula disse...

Caramba... kkkkk O mórbido é cômico quando bem colocado. Só tu mesmo, Serginho!

Eu diria que a moral dessa história é a seguinte: Nunca esqueça um rosto e, na dúvida, não tome a iniciativa... kkkk

FOXX disse...

hauahauhauahua
mto bom!

António Rosa disse...

Que vida desgraçada.

O 'Cova do Urso' vai entrar de férias hoje, mas antes, vim aqui desejar umas Festas Felizes.

Desejo tudo de bom para 2011.

Abraço.

António

Lobo disse...

Adoro quem destrói finais felizes! A-DO-Ro! ahauahauahau

Um beijo Serginho!

. intemporal . disse...

.

. f___e___l___i___z .

. n___a___t___a___l .

.

. !___!___!___!___! .

.

. querido, Serginho .

.

.

. b___e___i___j___o .

.

Le Voyeur disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk
tadeeenho...
ja vi historia parecida c essa, mas com leao!

bjs do voy

Fernand's disse...

kkkkkkkkkkkkk
quando a pessoa está quase chorando, fica estatelada com o fim!


boa. quero dizer... pra quem lê, não para o cara! haha


bjs meus