domingo, 19 de dezembro de 2010

(O que se passa na cama é segredo de quem ama)


É segredo de quem ama
não conhecer pela rama
gozo que seja profundo,
elaborado na terra
e tão fora deste mundo
que o corpo, encontrando o corpo
e por ele navegando,
atinge a paz de outro horto,
noutro mundo: paz de morto,
nirvana, sono do pênis.
(...)
E silenciem os que amam,
entre lençol e cortina
ainda úmidos de sêmen,
estes segredos de cama.

Carlos Drummond de Andrade

18 comentários:

Marcos Eduardo disse...

Serg, boa tarde!

Escrevo para desculpar-me pelos nossos varios desencontros, ultimamente. Amei a sua entrevista no Cova e reintero o meu muito obrigado por lembrar do Olhar. Quero registrar o carinho que sinto por voce, viu. Depois, eu mando um email, explicando melhor a situacao.

Beijao e uma grande semana.

Guará Matos disse...

Drummond acerta todas.
Bj.

FOXX disse...

lindo poema...
linda foto...

Sergio Viula disse...

Carlinhos sempre arrasou! Adoro o Sr. Drumond, mas não é o do seriado "Arnold", não. Também gosto daquele, mas refiro-me ao Drumond que, como sobrenome, sucede Carlos; esse, sim, um espetáculo!

Um um brasileiro que faz a gente não desistir nunca de sonhar com lotes melhores de gente verde-amarela. Carlos Drumond, que por sua pena, faz a gente querer amar sem pena! ;)

Enquanto, isso não é segredo que quem ama, mesmo com sono, sempre dá utilização melhor à cama! ;)

Beijo, Serginho e seguidores desse blog querido!

Sergio Viula
www.glsgls.blogspot.com

HSLO disse...

Bonito esse texto, gostei demais.
E a foto, super sensual...


abraços

São disse...

Sem dúvida...

E me faz lembrar Ney Matrogrosso

Uma boa semana

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Serginho
Adoro Carlos Drummond, não conhecia esse poema. Ele sempre nos surpreende. Amei.
Bjux

TH disse...

Drummond é do mundo...
Sobretudo do nosso!
=D

Silene Neves disse...

Oi Sérgio

Que sejam bem guardados e vividos os segredos de quem ama! Lindo poema de Drummond.

Linda semana pra ti!

Beijo doce
Sil
Sempre aqui

ratoderua disse...

Fala Serginho!

Vim conhecer teu blog, cara. E também agradecer a visita lá no meu canto.

Fantástico esse poema. Drummond é foda! Fora que é uma maneira de ensinar nas pessoas a respeitar suas intimidades e a intimidade de quem se ama. Muitos homens deveriam aprender isso e não contar as intimidades de suas namoradas, amantes, esposas, entre outras em uma mesa de bar, como se estivessem discutindo futebol.

É uma boa reflexão...

Gostei!

Se cuida e boa semana!

Abraço.

jovemurso disse...

Não conhecia esse poema do Carlão... Excelente!

Acho que tenho que ler mais, =P

Abração!

Paulo Braccini disse...

ai ai ... lindo ... Drummond é MARA! rs

bjux

;-)

Renato Orlandi disse...

Adoro esses momentos de CDrummond! AMEI a imagem rs! Bjuu! ^^

Anónimo disse...

J'ai appris des choses interessantes grace a vous, et vous m'avez aide a resoudre un probleme, merci.

- Daniel

Glaukitos disse...

Nossa!
Ovulei!

CAIN SODOM disse...

Tinha que ser o Carlinhos, né? Amei a fotenha!

Le Voyeur disse...

ui
q foto é essa???
#adoro
belissimo poema

bjs do voy

Júlio César Vanelis disse...

To todo arrepiado... :|

Um beijo Serginho...