domingo, 5 de dezembro de 2010

Lobo (Uivos do Além)

O Lobo é um animal, perspicaz, matreiro, observador, não muito diferente deste outro Lobo que entrevistei que se mostra sempre divertido, curioso, inteligente que mora do outro lado da baía da Guanabara sonhando em como destruir seus inimigos. Enquanto ele sonha, escreve em seu blog e mantem a mente ocupada para não se distrair com pensamentos que poderiam o machucar. O Lobo é o entrevistado do mês do JeD, que entre um uivo e outro foi se revelando.

Serginho: Primeiro, porque LOBO CINZENTO?
Lobo: Bom, o Lobo é um animal que eu me identifico tem muito tempo já. O cinzento, já é uma questão de definir uma espécie, porque Lobo é abrangente. Sempre que eu preciso pensar rápido em algum animal, o Lobo é sempre o que vem primeiro na minha cabeça.
Serginho: E quando necessariamente surgiu o Lobo blogueiro?
Lobo: Há mais ou menos um ano. Estava passando por uma fase BEM ruim na minha vida. Foi mais ou menos quando a minha mãe me abandonou psicologicamente, e a maioria dos meus amigos estavam longe, e tomei tapas da cara de algumas pessoas que eu achava que podia contar, e tinha um caminhão de coisas acontecendo, e a faculdade estava me sufocando e... eu estava sem nenhuma válvula de escape. Eu até tinha um blog antes, mas havia deletado porque eu postava como eu mesmo neste blog antigo, e tem muitos amigos que ainda não sabiam de mim, e eu não queria causar estardalhaço, ou deixar a informação chegar onde não devia. Então, acabava que não podia falar sobre muita coisa que eu precisava descarregar. Ai acabei voltando pro mundo dos blogs. Só que sobre esse pseudônimo.
Serginho: Fale mais sobre ter sido abandonado psicologicamente pela sua mãe.
Lobo: Quando eu saí do armário pra minha mãe, ela surtou completamente. Primeiro passou por uma fase de paranóia completa, na qual tentava me regular a todo custo, para me impedir de ir para o "mal caminho". Mas depois que viu que não adiantava nada, ela desistiu de tudo. parou de se importar, de ligar. Depositou toda a questão sentimental-afetiva dela sobre o meu irmão, e ligou o foda-se pra mim. Faz parte. Nem tudo dá certo nessa vida.
Serginho: E isto te incomoda muito ainda?
Lobo: Incomoda porque, afinal, é minha mãe. Você olhar pra única pessoa que todo mundo sempre diz que você pode contar pra tudo, e você não poder contar com ela pra nada? A gente acostuma, mas não nego que ainda sinto muita raiva disso tudo.
Serginho: E como convive com isso tudo?
Lobo: Eu abstraio. Ignoro. Medito. Ocupo minha mente com outras coisas. O que fazer nunca falta. É como dizem: mente vazia, oficina do Diabo. Assim pelo menos não sobra tempo pra sentir nada.
Serginho: E quanto ao seu pai?
Lobo: Meu pai não sabe de nada. Mas como eu passo pouco tempo na casa deles, ele não pega essas sutilezas. E ele também não é uma pessoa que se importe muito com o sentimento alheio, então...
Serginho: Como foi pra você se assumir, você disse ter se assumido pra sua mãe, mas e antes disso? Como foi esse processo?
Lobo: Na verdade, minha mãe me colocou contra a parede, mas antes, eu sai do armário pra alguns amigos que ficaram MUITO bolados e levaram muito tempo para começarem a levar as coisas numa boa e antes disso é aquele inferno da vida dupla que a maioria de nós sabe como é. A gente só saí do armário porque chega um ponto que a coisa fica insustentável. Algumas pessoas levam isso pela vida toda. Admiro-as... porque isso não é pra qualquer um. Nem pra mim. Aguentei 6 anos ainda, sou um herói!
Serginho: E como observa a blogosfera? Você é bem conhecido dentro deste universo, e isso foi algo que aconteceu naturalmente? Como se vê neste mundo virtual?
Lobo: Acho que como eu vejo é uma coisa que eu não sou muito capaz de responder, porque na verdade eu não vejo nada. Ou pelo menos não consigo criar uma imagem. Eu simplesmente estou aqui. Comecei a blogar, conheci várias pessoas ótimas, interajo com elas. É uma coisa que eu faço parte, e que me faz bem. Acho que não consigo ir muito além disso.
Serginho: Você separa o mundo virtual do real?
Lobo: Existe uma separação. Uma coisa é quando você conhece a pessoa virtualmente e pessoalmente, outra só virtualmente, e outra só pessoalmente. Até as pessoas que você conhece nas duas esferas, dá pra sentir que existem diferenças sutis de um campo para o outro. Não que isso seja sinônimo de falsidade, é apenas normal que existam essas diferenças, porque as formas de interação são diferentes, então você acaba observando diferentes aspectos em cada tipo de interação. 
Serginho: Se pudesse definir em algumas palavras algumas pessoas da blogosfera, conseguiria?
Lobo: Como um todo? Talvez não. Individualmente? Depende da pessoa. Se for alguém com quem eu tenho um contato maior que permita essa análise.
Serginho: É possível haver uma interação na blogosfera, ou melhor, na internet em si, ou existe uma superficialidade?
Lobo: Eu acredito que tudo nessa vida é possível. Quando eu disse que existe uma separação, não quis dizer que no mundo virtual tudo se faz na base de uma relação superfícial e no mundo real que as coisas realmente acontecem. São apenas duas esferas diferentes. O mundo real pode ser repleto de relações superficiais, assim como o mundo virtual pode estar repleto de ligações muito fortes. Não quis dizer que existe uma dualidade. Apenas que são dois universos, mas nada impede que o que acontece em um possa acontecer no outro.
Serginho: Fale mais de você, o que o lobo anda fazendo além de estudar tanto ultimamente?
Lobo: Além de estudar? Estudar! (risos) Tenho jogado sempre que tenho um tempinho livre "League of Legends". E recentemente, voltei a jogar "Magic". To vendendo minhas cartas antigas que achei pegando poeira na minha estante e montando um deck novo. Essa praga é que nem droga, quando você acha que se livrou, basta um trago, e volta tudo de novo... Fora isso, algumas reuniões com amigos no fim de semana pra jogar papo fora. Sair mesmo, deve fazer mais de mês que não saio. Mas sabe, nem sinto muita falta.
Serginho: E o que o Lobo gosta de ver, ouvir?
Lobo: Cinema, já gosto muito de comédias. Sem ser as românticas. Filmes bonitinhos de bicho eu também adoro, mas acabam comigo. Tv, nem lembro quando foi a última vez que liguei. E animações. ADORO animações! Todas elas. Sempre assim, eu, marmanjo na fila do cinema pra ver animação junto com um monte de criança! (risos) Música, me ligo mais em Rock e Metal. Só não sou muito fã de gutural, mas de resto, pode mandar. Iced Earth, Guns, Angra, Shaman, Alter Bridge, Into Eternity, Within Temptation, Kamelot, Manson, Aerosmith, Judas, e tantas outras...
Serginho: Você mora numa cidade repleta de atrativos...
Lobo: Na verdade, eu moro na cidade vizinha no Rio, Niterói. Mas como estou lá direto, vamos extrapolar. Sim, eu vejo atrativos no Rio. É uma cidade que você ainda tem algumas formas de fugir do cinza sem precisar ir muito longe. Muito cimento, muito asfalto me incomoda.
Serginho: Se pudesse voltar no tempo o que mudaria?
Lobo: Nada. Nadica de nada. Sou daqueles que acredita piamente no efeito borboleta e morre de medo dele!
Serginho: Você diz não perceber o sucesso que faz virtualmente e quanto ao mundo real? O lobo anda uivando muito sozinho ou tem alguém?
Lobo: Coração de pedra. No feelings. Estou meio numa fase que não ando conseguindo me emocionar por ninguém e nem fazendo esforço para tal. Morro de vontade que alguém tente mudar isso. Mas as pessoas batem no paredão e já partem pra outra. Não tentam, então foda-se!
Serginho: E não pretende quebrar isso você mesmo?
Lobo: O dia que eu sentir que não preciso dessa proteção, quem sabe?
Serginho: Mas você já amou, foi amado ou algo assim?
Lobo: Se eu já amei? Sei lá. É uma boa pergunta. É dificil saber até porque amar é muito relativo. Cada um diz que sente uma coisa diferente então não dá muito pra saber, mas a que eu mais acredito que seja é que é aquela coisa que dá vontade de querer sempre bem alguém, sentir aquele frio na barriga quando se está junto e tudo mais mesmo que esfrie com o tempo e se considerarmos isso, posso dizer que nunca amei ninguém, pelo contrário, desejo a morte de várias pessoas diariamente e de várias formas diferentes e perco uma boa parte do meu tempo fantasiando formas cruéis de se fazer isso. Parte da minha terapia ocupacional de mente.
Serginho: Tudo é relativo pra você?
Lobo: Mas, se tudo é relativo?
Serginho: Não sei, estou perguntando pra você, tudo é relativo?
Lobo: Sim, tudo é relativo. Tudo depende do ponto de vista do observador. Duas pessoas observando o mesmo objeto, do mesmo ponto, vão interpretar aquilo de formas diferentes porque a bagagem que aquelas pessoas tem são completamente diferentes!
Serginho: Vamos pra rapidinha, a propósito, lobos são rapidinhos ou costumam demorar?
Lobo: Eu demoro, não consigo pensar rápido!
Serginho: Sexo a três?
Lobo: Consentido, que mal tem?
Serginho: Masturbação sempre ou já passou a época?
Lobo: Ninguém é de ferro 
Serginho: O Lobo toma leitinho feito um filhotinho?
Lobo: Tomo em média 1 litro de leite por dia.
Serginho: Blogueiro que não pode ver senão uiva loucamente?
Lobo: Próxima!
Serginho: Cueca boxer, samba canção ou sem nada?
Lobo: Boxer. branca de preferência.
Serginho: Ativo, passivo ou criativo?
Lobo: Criativo sempre!
Serginho: Que música canta no chuveiro?
Lobo: Ultimamente tenho cantado bastante There was a Time, do Guns.
Serginho: Jesus é rei e vem te salvar?
Lobo: Jesus é o ópio do povo, ilusão dos desamparados.
Serginho: Super herói preferido?
Lobo: Yusuke Urameshi
Serginho: Super vilão preferido?
Lobo: Magneto, nem acho a ideologia dele muito absurda.
Serginho: Se pudesse ter um super poder qual seria?
Lobo: Fico entre teleporte e controle sobre água. Estilo The Last Airbender
Serginho: Quem leva pra uma ilha deserta e quem deixa lá?
Lobo: Sabe aquelas pessoas que fico desejando a morte todo dia? Então, parte delas envolve uma ilha deserta...
Serginho: Quem ou o que te irrita?
Lobo: Calor, calor me deixar profundamente irritado!
Serginho: Se fosse uma celebridade quem seria?
Lobo: Se eu fosse uma celebridade, eu certamente seria uma subcelebridade
Serginho: Lobo por Lobo, como se definiria?
Lobo: Uma pessoa relativa. Eu acho. Tudo depende, tudo varia, mas tudo existe, tudo acontece, e é isso que importa!
Serginho: O que diria aos fãs?
Lobo: Bom, preocupem-se em estar sempre fazendo algo que lhes faz bem. Se o uivos contribui pra isso, fico muito feliz, mas olha as horas na frente do PC, cuidado com a LER!
Serginho: E pra terminar, porque não bateu uma pro AD?
Lobo: Me recuso a responder isso! Cadê meu Advogado? 

36 comentários:

Antonio de Castro disse...

não entendi a pergunta sobre a superficialidade do Rio. isso é discriminação!

e quanto ao calor, eu sem bem o que você quer dizer.

eu ri com a pergunta sobre os fãs. deve ser surreal isso de ter fãs, né? Mas eis aqui um.

AD disse...

Maior surpresa é esta foto. Nossa mãe! E se o Lobo precisa de ADvogado, só chamar, rsrs.

Três Egos disse...

Ótima entrevista, para variar. Como sigo o blog do Lobo faz um tempo é legal conhecê-lo mais assim. Fora que dei muitas risadas tb... rs

Beijo!

Júlio César Vanelis disse...

AHH adorei a entrevista!!! Eu sempre gostei do Uivos do Além, desde que comecei a blogar... E sempre me identifiquei muito com o Lobo em diversos aspectos, principalmente em se irritar demais com o calor... Legal... E engraçado... kkkkkk

Abraço Serginho... Até o próximo!!!

Fernand's disse...

ó, sou jornalista... precisando, arrumo umas provas. cabais!!!!!!


kkkkkkkkkkkkk
muito boa a entrevista.



serinho,
qual teu e-mail???


bjs.

Antonio de Castro disse...

o q vc não entendeu?

a questão da pergunta do rio?
eu tô com o lobo, superficialidade tem em todas as cidades. q é q o rio tem a ver com isso?

ManDrag disse...

O Lobo é uma pessoa interessante. E acima de tudo um óptimo escritor. O Uivos do Além é um dos melhores blogs que conheço, tanto em temáticas como a nível de escrita.

Foi bom ficar a conhecer um pouco mais do Lobo.

Quando cheguei ao fim do texto fiquei com gosto a quero mais.

Beijos

Antonio de Castro disse...

claro q ele tem fã!

eu sou um.

Cocada.g disse...

muito legal a entrevista! O lobo é uma figura bem interessante mesmo já faz um tempo que acompanho o blog dele! ]

Adorei o blog ja estou seguindo!

abraços!

Lua Nova disse...

Bem, vou concordar com quase tudo que já disseram... sim, o lobo em fãs e eu sou uma dentre eles; sim, o lobo é uma cara muito interessante e escreve muito bem. Seus textos, além de uma temática sempre interessante, são bem humorados até quando são sobre mal humor...rsr; sim, o lobo é uma gracinha e esse cabelinho tá demais.Essa é a segunda entrevista que leio dele e me parece que ele é muito coerente. Acho que um dia a relação dele com a mãe vai mudar. Mães se afligem um pouco quando descobrem que o menino dela não é bem um menino "tradicionamente falando", mas o tempo e as atitudes do lobo vão mostrar a ela que ele ficará bem e será feliz. Então, ela o aceitará como ele é.
Lobo, também gosto muito de animações e choro feito uma boboca nesses filmes de bichinhos.
Pra mim, vc é O CARA!
Beijokas Lobo, beijokas Serginho e parabéns pela ótima entrevista.
Que sua semana seja muito produtiva.

Anónimo disse...

Já comi!

Lobo disse...

Ih, olha meu moicano lá! Ahauahauahau

Um prazer esse bate papo com você Serginho (ui!)

Amanhã vou anunciar lá no Uivos XD.

Gente, fãs, que exagero hahaha

Um beijo pra todo mundo!

Lobo disse...

Quero muito saber quem é esse anônimo! HAUAHAUAHAUAHUA

Paulo Braccini disse...

O Lobo é um dos blogueiros jovens q conheci e q classifico como um cara de grande potencial ... digo isto no sentido de um cara q tem personalidade, tem uma percepção clara do q quer na vida, tem seus valores construídos por si de forma forte, um cara te tem metas e propósitos claros e os busca com determinação ... um cara q, apesar de tudo e de todos, vai dar certo ... ele é PHODA mesmo ... Parabéns Áthilas pelo q vc já é e pelo q vc busca e conquistará na vida ... te admiro pacas ...

Vc Serginho, sabe conduzir os entrevistados de forma sutil, e fazê-los se desnudarem sem se sentirem coagidos ... parabéns pela habilidade e inteligência ...

bjão aos dois ...

;-)

Renato Orlandi disse...

Uiaaaa, eu sempre admirei o Lobo, leia-se fã, pronto, heheee, me identifiquei muito com sua história de se assumir, a parte da mãe principalmente, admiro a coragem em não voltar atrás, imagino o quanto é difícil, agora na verdade que entendi, ao falar do irmão no blog.... adorei a rapidinha, realmente muito criativo e esquivo hehehee...... inteligente! Não acho que seria subcelebridade rsrs... Bjuuuu!

DPNN disse...

O Lobo é o Dr. House dos Blogayros!

Caju disse...

Só quem conhece pessoalmente sabe o quanto o Lobo é uma figura extraordinária.

Eu tive essa alegria. A entrevista é tão autêntica como ele.

Bjos

Jhonne disse...

Essas entrevistas são o máximo. Serginho, vc é o cara!
Parabéns!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Muito boa a entrevista. O entrevistado tem um perfil ótimo e as perguntas estão excelentes! Adorei a criatividade nas últimas perguntas.

Amigo, sobre o que vc contou da festa japonesa em Recife...ih, eu não estranho. Em São Paulo, qdo tinha festa japonesa era a mesma zona. Fora que era tudo tão estereotipado, que dava é vergonha de ter origem japonesa em vez de orgulho hahaha

boa semana meu querido! bjs

Edu disse...

Ótima entrevista!!!! E a última pergunta pegou o moço de calças na mão, hein? O ato falho de chamar o ADvogado disse tudo, rsrs.

Mauri Boffil disse...

Amo o Lobo! Essa foi a melhor entrevista!!! =D
Confesso que estou surpreso com o gosto musical dele.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Seginho
Entrevistar o Lobo foi uma grande sacada, é sucesso garantido. Esse menino tem um grande potencial e com toda certeza , ainda será muito feliz.
Como sempre suas perguntas foram incríveis.
Bjão

S.A.M disse...

Meu irmãozinho é demais! rs

Latinha disse...

Rapaz, realmente eu ando meio "off", ultimamente.... combinação letal de muito trabalho, pouca inspiração e uma dose generosa de preguiça!

Mas apesar do momento "fantasma" continuo sempre passando por aqui...

Muito bacana a entrevista!

Abração!

Ma disse...

Adorei a entrevista, deu pra perceber mais como é lobo, do que ele é feito, o que motiva, e etc, heh

E magic foi uma droga que larguei a algum tempo, hehe

Dêco disse...

O Lobo consegue cativar a todos. Cativou a primeira leitura.
Sou fã.

São disse...

mais uma boa entrevista.

Lobo também é uma espécieanimal que me agrada, viu?


Amanhã passe lá por casa, sim?

Um abraço , meu bem.

Arsênico disse...

aDorei saber mais sobre o Lobo... é tão gostoso que pelo menos EU... entrei no assunto como se eu fosse a terceira pessoa da conversa... é como se eu estivesse vendo vocês dois conversando! Gostaria muito que isso um dia se concretizasse!!!

***

umBeijo!


;-D

FOXX disse...

gente
q papo é esse do AD e meu primo?

=0

dogmanstar disse...

amei. fato.
e, depois dessa foto só digo:

LOBO PEGA EU!!!!!!!!!!!!!!!!!

António Rosa disse...

Olá Serginho,

Excelente entrevista, como sempre. Vou agora conhecer o blog do Lobo.

Muito bom.

CAIN SODOM disse...

Oh, nosso pequeno Jacob. Muahahaha
PS> como assim bateu uma pro AD? To por fora do que? hehe

António Rosa disse...

Convite

sou o António Rosa, do
Cova do Urso', que se dedica a temas essencialmennte de astrologia, auto-ajuda, esoterismo, cultura pop descartável, etc.

Por saber que você é um leitor e comentador frequente do blogue 'Enfim! é que há para hoje'', cujo dono é o consensual Paulo Braccini, e estou a convidá-lo a ler a entrevista (e, quem ssabe, deixar um comentário)no meu blogue e no dele também, pela entrevista tão gentilmente concedida e que sairá, amanhã, dia 7 de Dezembro, peças 10h(Por)/5h(Bra).

Na semana seguinte, dia 16, haverá lugar à entrevista do Serginho Taveres, 'Justo e Digno'.

Espero que gostem e conheçam melhor os vossos amigos.

Saudações,

António

Le Voyeur disse...

ai, adoro o lobo...
foi um dos primeiros blogs q comecei a ler. meio q senti uma empatia por ele... dakeles q vc gosta sem nunca ter visto antes, saca?
entrevista ficou otema!
adorei a foteeenha a la puck - de glee.

bjs do voy

Wans disse...

Fofo Fofíssimo!!!!

Adorei o gosto musical do garoto. Nada de Lady gaga ou Beyoncé.

Me identifiquei quando ele disse que a mãe dele o abandonou. A minha fez o mesmo. 8 anos depois, ela voltou. Talvez não como antes, mas voltou. A sua tb pode voltar, querido.

Diogo Didier disse...

Você é muito bom nisso!

Fico impressionado com cada história...