quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Do céu, sem asas - Capítulo 06

- Então era ele, sempre foi ele! Exclamava espantado o falcão mutante.
- E o que faremos?
- Não sei, se Braccini estivesse aqui...
- E ele está!
Subitamente em meio a uma nuvem de fumaça surgem Braccini, Wander, Mauri e Tavares.
- Até que enfim vocês apareceram! Estava cansado de ter que representar que não sabia onde estavam, dissera Autor.
- Eu também, retorquiu Cain Sodom.
- Agora ninguém precisa mais representar. O traidor está ai e agora meu trabalho esta encerrado! Vão embora e me deixem em paz!
- Sinto dizer meu caro, mas não chegamos nem na metade!
- Como assim?
- O Lobo ainda esta sumido, lembra?
- Este que ai está, quando acordar, o interroguem, ele pode dar todas as informações necessárias!
- Precisamos de sua ajuda ainda.
- Para que?
- Enquanto estivemos escondido no Olimpo descobrimos que esta conspitração é muito maior do que imaginávamos.
- E o que eu tenho com isso? Meu trabalho já está feito. Eu não estou entendendo...
- Chega dessa conversa toda! Eu sei de uma maneira que você irá entender!
Com apenas um gesto, Tavares cria um portal entre dimensoes que suga Faysano para dentro dele. Luzes de todos os tipos de cores passam por ele, até pousar em um terreno macio.
***
Faysano estava deitado sobre a relva. Parecia ter chovido a pouco tempo pois ela ainda estava um pouco molhada. Abriu os olhos e pela primeira vez a luz do sol lhe incomodava, podia senti-la sobre seu corpo, o cheiro do mato. Como uma criança brincava no gramado, rolando pelo chão. Estava sozinho e à sua frente pode ver uma pequena trilha que lhe conduzia a uma imensa árvore.  Um homem estava de costas parado sobre ela como se estivesse a contemplar toda a beleza do lugar.
Faysano andou até ele.
- Seja bem vindo!
- Quem é você?
O homem enfim, se portava a sua frente.
- Meus amigos me chamam de Edu...
- Eu eu lembro de você! Estava na sauna aquele dia! De onde eu conheço você mesmo? Eu tenho certeza que já nos vimos em algum lugar!
- Sim, muitas vezes! Costumava correr por aqui quando criança. Me ajudaste a plantar esta árvore que aqui está. Pena que o mundo não entendeu muito bem para que ela serve...
- Onde eu estou?
- Algumas pessoas chamam de céu. Outras de paraíso. Você chamava de casa.
- Eu estou morto?
- Não, não está. Tavares o transportou para cá. Como neto de Zeus ele possue este poder de circular entre os mundos.
- Mas que lugar é este?
- Lindo não é? Foi criado por um grande amigo. Sempre quis tentar fazer algo parecido, mas não sou bom desenhista.
- Então nada disso é real?
- Se você pode ver, porque não é real? Isto aqui não é uma Matrix.
- Então, isto é o Olimpo?
- Tambem não. Estamos um pouco mais acima. Antes do Olimpo ou qualquer outra coisa existir ja existíamos.
- Exisitiam? Quem?
- Eu e você meu caro. Deixe me explicar... Eu sou o que o ser humano costuma chamar Deus. Possuo portanto muitos nomes, mas aceitarei este por enquanto para sua melhor compreensão. Mas antes de existir tudo isto havia apenas luz e trevas e para isto criei você. Era necessário que a luz e as trevas pudessem ser separadas e este equilíbrio entre todas a coisas, o bem e o mal, pudessem criar o universo.
- Então eu sou...
- Voce é este equilibrio. Sempre teve o desejo de expandir este universo e como grande apaixonado pelos seres que eu havia criado, queria fazer parte deles, então, cedi ao seu desejo de vir à Terra como um ser mortal e assim poder ver o mundo como eles veem.
- Mas eu sou um mutante, não um ser tão mortal como os outros.
- Seria impossível fazer de você um ser completamente mortal, por isso o criei como um mutante, o primeiro deles e daí vieram todos os outros.
Faysano olhava para Edu sem ter muita certeza se o que via era verdadeiro, mas ao mesmo tempo se esforçava para crer.
- Sei que isso parece estranho.
- Muito!
- O homem é falho e a beleza da humanidade está em poder errar e descobrir o erro para acertar novamente. Se todos nascessem com a idéia pré-concebida de algo não haveria beleza alguma no mundo. É necessário que haja oposição em todas as coisas.  E se a Terra for destruída todo o resto do universo viria a seguir. O segredo é este equilíbrio. Veja, este rio que corre ao contrário, por exemplo.
De repente Faysano lembrara que já havia visto aquele rio e consequentemente tudo ao redor começava a fazer sentido. Via cada pétala de cada flor que Edu criara para ele como sendo dele e toda aquela luz, toda aquela imensidão, enfim ele estava de volta à sua casa e com lágrimas nos olhos, os dois se abraçam!
- Eu voltei, pai!
- Sim, meu filho. Eu precisava que retornasse.
- Porque?
- Algo está entre nós, ameaçando o equilíbrio do universo. Agora meu filho é chegada a hora de você escolher!
Faysano temia que esta hora chegasse, agora ele sabia que a maior escolha que poderia fazer seria esta. - Estás pronto?
- Sim, estou pronto!
- É isso que queres fazer?
- Sim
- Então, que assim seja!
Faysano refletia no que o jovem deus dizia. Aqueles dias haviam sido tensos e se ele tivesse parado pra pensar talvez não houvesse aceitado o que os mutantes lhe pediram. Por um momento ele quis se manter na completa ignorância, mas agora já era tarde. Havia todo um universo para salvar...

11 comentários:

São disse...

A escrita é boa, sim.

Beijinhos, meu bem.

Eric Felipe disse...

Curioso, curioso... estou curioso para saber a continuação da trama! rsrs Não vejo a hora de descobrir qual ou quem é a fonte da ameaça ao equilíbrio do universo!

Parabéns, Serginho! Está ficando ótima a história!

Beijoo!

melo disse...

como assim?
como assim?

Guará Matos disse...

Opa, estou de novo admirando e aplaudindo!
Bj.

Edu disse...

Rá! É nóis, manô!

MAILSON FURTADO disse...

Belo post, belo blog!!

Muito bom seu espaço!

PARABÉNS!

Convidaria vc a conhecer minha poesia...

Ficaria feliz demais! http://mailsonfurtado.com

FOXX disse...

adoro qndo os deuses se metem...

Dêco disse...

Comassim você deixa esse gostinho de quero mais, seu lindo!?! Adorei!

CAIN SODOM disse...

HellO?

TH disse...

Reli tudo!

Roteiro barbaro e ganchos excelentes. Os deuses, que metidos...rs

Arsênico disse...

Ficay um bom tempo fora mas já colocay novamente minha leitura em dia... adorando a séria cada vez mais!!!

BayjÖs!

;-D