terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Pagou pra ver e viu!

Juliana era uma daquelas mulheres que atiçavam todos os sexos. Morena, cabelos negros, corpo gostoso, inteligente, culta, pós graduada em design em Londres e deliciosamente sensual. Com seus 24 anos era o que podíamos chamar de espetacular!
Afirmava que se apaixonou pelo marido da mãe depois de ter presenciado, escondida, uma transa dos dois, num sábado de madrugada onde a chuva forte fazia a trilha sonora.
Dizia nunca ter visto tanto vigor num homem só, onde sua mãe era dominada completamente e não se negava a nada.
O tamanho e a grossura do pênis não deixavam dúvidas de quem verdadeiramente mandava. E quando ele encaixou todo “aquele monstro” por trás de sua “pobre” mãezinha, ela gemeu junto e ali mesmo gozou feito uma devassa, “abençoada” pelo pecado. A partir daquele dia só pensava no que viu e como podia tê-lo dentro de si.
E isso não demorou muito. Numa tarde de terça-feira, sua mãe precisou ficar mais duas horas no hospital onde era chefe da equipe de enfermagem. Juliana aproveitou e produziu o ambiente para uma perfeita “sacanagem”. Colocou um vestidinho curto, transparente e sem calcinha deitando-se na cama do casal com a televisão ligada. Sabia que Rodolfo, seu padrasto, chegaria a qualquer momento. E assim aconteceu.
Ao ouvir o barulho da porta se abrindo, puxou o vestido um pouco para cima e deitou-se de bruços fingindo ter adormecido. Ouviu Rodolfo entrar no quarto e ficou quieta. Sentiu a respiração do “garanhão” ficar acelerada com o susto que ele tomou em ver a “filhinha” daquele jeito. Ouviu o barulho da porta do guarda-roupa se abrir e em seguida ele colocar sobre ela um lençol. Mas ao cobri-la sua mão toca em Juliana que finge espanto ao “acordar”. O padrasto se desculpa, mas o desejo já havia se apossado do ar. E tudo aconteceu.
Primeiro as justificativas de Rodolfo e o “susto” de Juliana que ao levantar deixou completamente exposta sua vulva depilada, inchada e completamente molhada. Ao observar o “espécime” de homem à sua frente notou que aquilo que ela tanto desejava, estava “em alerta” e pronto para o embate. E por mais que ambos tentassem evitar, o inferno já havia aberto as portas e os convidado à entrar.
A “diaba” sem perder tempo abriu a calça do marido de sua mãe e abocanhou, ou pelo menos tentou, toda aquela extensão. E o “demo” gemia forte, confirmando que havia se entregue ao pecado capital.
Juliana sem soltar o membro ereto o encaminhou para sua fenda e forçou a penetração, agarrando o macho pelas costas e puxando-o em sua direção até ele estar todo dentro dela. Nesse momento ela pode sentir o que sua mãe “suportava”, percebendo que estava sendo rasgada e sendo socada até ao útero.
Naquela posição teve dois alucinados orgasmos e quase desfaleceu. Rodolfo percebendo que a “fera’ estava quase abatida virou-a de costas e lubrificando o ânus da moça foi abrindo caminho. Ela tentou se desvencilhar, porém, o padrasto era forte e a impedia. Foi colocando pedaço a pedaço, até que os 27 centímetros estarem completamente dentro. Era tanta dor que ela não aguentou mais lutar e relaxou para receber todo aquele “tronco” em seu “rabinho angelical”.
Depois de alguns minutos sentiu um jorro forte, como se uma mangueira d’água houvesse sido ativada para irrigá-la.
A partir desse dia virou escrava sexual de Rodolfo e pode perceber sua mãe cada vez mais amiga e carinhosa com ela.

Por Guará Matos

20 comentários:

Silene Neves disse...

Oi Serginho!

Então... li esse texto em outro blog... mas relendo-o confesso que ainda me arrepiei! rs

Fica a lição! A rapadura é doce mas não é mole não! kk

Quer pagar pra ver??? rs

Beijo e grata pela visita! Estava com saudades de ti!

Dias lindos!

Sil

Paulo Braccini disse...

esta trinca Mãe, Filha e Padrasto faz meu gênero ...

Guará é phodástico em seus contos eróticos ... amo o fogo dele [bem entendido né? rs]

bjão ao Sérginho ...

ps: te procurei hoje no msn mas vc estava off

;-)

HAZEL disse...

Hu la lá... o que para aqui vai, Serginho. Venho aqui visitar-te, eu, que sou um anjo e deparo-me com um texto destes. Virei até a cara para não ler, depois virei para o outro lado, mas o pecado tomou conta de mim... E li. E gostei. ahahahahahaha
Gostei mesmo.
Excelente!

Paulo Braccini disse...

chegastes ao TOP Comentaristas ... uala ...

bjux

;-)

Paulo Braccini disse...

ok eu aviso!

ok vc chegou!

ok mas contenha-se ... rs

bjão amore mio

;-)

CAIN SODOM disse...

Qual é o telefone do Rodolfãozão? Muahahaha. Gente, mas nota-se escandalosamente que foi escrito por um homem mesmo, não é? Molhei! (vero)

Wanderley Elian Lima disse...

Oi serginho
Guará nesse conto erótico, foi simplesmente fantástico.
Bjão

Guará Matos disse...

Tantos amigos que fico até acreditando mesmo!
Serginho, valeu!
Paulo, Wanderley, Silene, Hazel, CAIN e tanto mais que deixarem a opinião, um grande beijo!
Obrigado!!!

Júlio César Vanelis disse...

kkkk... Eu achei engraçado, mas realmente excitante (se eu fosse hetero, é claro... rs)

Abraço, serginho... Até o próximo

FOXX disse...

me lembrou Veríssimo...

Edu disse...

Supimpa! Mas 27? Credo!!

Le Voyeur disse...

uuuui
mto bom heim? excelente...

bjs do voy

melo disse...

fiquei molhado aqui.
ótimo! ótimo!
adoro contos com putaria.

Fernand's disse...

guará é único.


bjs, querido.

Três Egos disse...

27? tô fora... rs

beijo!

Diogo Didier disse...

Serginho vc é um arraso! acredita que eu não consigo escrever assim?! textos muito descritivos, ou narrativos, não fazem parte da minha produção escrita.

Acredito que eles são dom dos quais poucas pessoas conseguem desenvolver...acho q vc é uma dessas pessoas...li seu texto todo e ratifiquei o meu pensamento!

bjoxxxxxxxxxxxxxx querido!

Diogo Didier disse...

Eu tinha visto o nome do autor do texto, mas acho que não me expressei direito...o meu comentário acima fazia mais menção aos seus textos mais antigos, aqueles que vc divide em várias partes, sabe?!

Acabei fazendo uma confusão danada kkkkkkkkkk...Beijos querido!

Lobo disse...

Não visualizo 27cm ficando eretos... é tipo aquelas escalas astronômicas que fica até difícil de imaginar hahaha.

Fred disse...

Que bafo, gente... hehehehe!!!! Ótimo conto! Hugzzzz!

HSLO disse...

Rapaz...quero conhecer o Rodolfo...kkkk.
Ótima postagem.

abraços
Hugo