sábado, 16 de julho de 2011

Bratz (Enfim, é o que tem pra hoje!)

Há um ano atrás ele me deu a honra de ser entrevistado, um ano depois aqui está ele novamente. Um ser impar, com senso de humor único. Paulo Braccini!

Serginho Tavares: 
Primeiro, mais uma vez queria mais uma vez agradecer pela oportunidade de conceder esta outra entrevista.
Paulo Braccini:
Imagina querido, nada a agradecer, é sempre um prazer poder interagir com você e com seus leitores. 
Serginho Tavares: 
Ter um blog não é um trabalho fácil, já se cansou dele?
Paulo Braccini: 
Blog não é um trabalho fácil, FATO, mas cansar do ENFIM, never. Pelo menos até agora. Não saberia viver sem interagir com os amigos que nele conquistei.
Serginho Tavares:
Na maioria das vezes você posta textos de outras pessoas, não é fácil achar estes textos que tenham a ver com o blog e consequentemente com você, como faz esta pesquisa? Pensa em transformar o blog em mais autoral?
Paulo Braccini:
Os textos não autorais sempre têm que possuir este lado de identidade plena com o Bratz. Eles retratam totalmente o meu modo de ser, de viver e de pensar. Sou muito cobrado neste aspecto de postar coisas autorais e já me pensei muito nisto. No entanto não sou um escritor e falar de mim como diário não gosto. Tenho publicado algumas coisas do meu dia a dia quando o assunto foge da rotina e permitem dar um tom de brincadeira aos fatos, tipo os meus encontros com os blogueiros. Ainda vou encontrar a minha veia certa neste sentido, pode esperar.
Serginho Tavares: 
Muitas pessoas confundem o mundo real com o virtual e vice versa, você acha que do jeito que a internet mudou o mundo, o tornando mais globalizado, ela tem também deixado as pessoas mais solitárias e carentes?
Paulo Braccini:
Acho que são duas faces de uma mesma moeda. São complementares. A partir da virtualidade muito acrescentamos à nossa realidade. Quando decidi blogar meu objetido era justamente este, ampliar meu leque de interatividade com as pessoas. Gosto disto e por isto mesmo já conheço inúmeros blogueiros pessoalmente e todos se tornaram grandes amigos reais.
Serginho Tavares:
Mas e quanto aqueles que tem medo de sair deste mundo virtual? A internet é responsável por isso ou não tem nada a ver?
Paulo Braccini: 
Sim, eu tomei as iniciativas e a maioria correspondeu a elas prontificando-se a esta relação mais real. Claro que alguns permanecem no mundo virtual por medo mesmo mas isto é uma coisa pessoal deles e não culpa da internet. Eu, por mim, uso a net como instrumento de aproximação. Jamais conseguiria vivenciá-la exclusivamente no campo da virtualidade.
Serginho Tavares: 
Muita gente lê o seu blog e talvez tenha sido tocado ou aprendido algo diferente sobre determinada coisa, recebe o feedback disto?
Paulo Braccini: 
Sim e muitos. Interessante é que muitos, por motivos pessoais, não comentam no blog mas através de e-mails ou no Face. Mas enfim, respeito a forma de ser de cada um, embora ache que o mais lógico seja se permitir mais, se mostrar mais, ousar mais para q a interação seja mais ampla entre o Blogueiro que escreve, o leitor e todos os outros que comentam. Um comentário em um post pode, muitas vezes ser mais importante que o próprio post. Ser mais rico e abrir portas para reflexões coletivas interessantíssimas. Já vivenciei isto.
Serginho Tavares: 
Saindo do blog e indo pra sua vida pessoal. Você é bem resolvido sexualmente, tem um casamento feliz de muitos  anos, já pensou em ter filhos?
Paulo Braccini: 
Sinceramente não! Não tenho esta vocação, na verdade nunca tive. Acho que assumir uma paternidade ou maternidade exige muito preparo e muito equilíbrio das pessoas. Não me sinto completo para esta função. Hoje em dia, ou sei lá, acho que sempre foi assim, as pessosa casam e têm os seus filhos mais por terem, cumprindo tão somente um papel social, sem o menor preparo, sem nenhuma estrutura para tal. Isto vale tanto para héteros como para homos. Ser responsável por uma nova vida não é uma brincadeira ou um siples rito social, exige muita competência.
Quanto à minha sexualidade e minha vida pessoal sou extremamente bem resolvido e feliz com ela.
Serginho Tavares:
Já se relacionou sexualmente com mulheres? 
Paulo Braccini:
Not!
Serginho Tavares:
O que diria pras pessoas que veem em você um referencial? Aliás, isto te incomoda?
Paulo Braccini: 
Não sei se as pessoas me veem como referencial! Acho q elas se prendem um pouco na minha maneira de ser, de ver e de pensar a vida. Isto não me incomoda em nada, pelo contrário. Acho que se isto servir para alguém que está começando a sua caminhada fico até muito feliz em poder, de alguma forma, estar contribuindo no processo. Sou uma pessoa como todas as outras, só que participo de um universo onde a maioria é bem mais jovem que eu e por isto menos estrada na vida. Sou uma pessoa rodada em todos os sentidos, rs.
Serginho Tavares:
O que diria para todos seus leitores e qual mensagem deixaria para o JeD?
Paulo Braccini: 
Bem, para os leitores eu digo que BlogsVille é algo maravilho que a modernidade nos proporciona. Saber vivenciá-la é uma arte que pode render muita coisa boa. Adoro esta comunidade toda, adoro cada um de seus membros.
Ao JeD eu digo: adoro este espaço e adoro ainda mais o Serginho, um cara temperamental, difícil, por vezes muito chato (rs) mas uma pessoa das mais dignas que conheci por aqui. Já brigamos horrores, mas logo logo o amor fala mais alto e voltamos logo às boas. Eu te adoro cara e você sabe disto. Você está no patamar dos verdadeiros amigos. Nossa relação extrapola o universo do Blog. Ela é permeada pelo MSN, Face, e-mails etc...

24 comentários:

Dêco disse...

Bratz é DIVO, é referência e todos amam ele.
Eu faço parte desses fãs.
A Blogsville é o meu lar. Foi onde eu encontrei referência e pude me aceitar e me tornar quem sou hoje.

AD disse...

Bratz é um cara AD+ e vice versa.

Paulo Braccini - Bratz disse...

Uala ... olha eu aqui de novo ... te adoro queridão ... beijo grande para vc e todos os seus leitores ...

Edu disse...

Pode estar meio gasta a palavra, mas o Bracciola merece com todo ênfase: SUPIMPA!

ManDrag disse...

É sempre um prazer, para a alma e o intelecto, conviver com o pensamento do Bratz. Sou fã de gente que soube crescer com cabeça.
Destaco o que ele referiu sobre os filhos. Um bom mote de reflexão.

Bem hajam os dois por mais uma oportunidade de testemunhar a utilidade da internet e dos blogs.

Beijos

Majoli disse...

Invadindo para ler a reportagem, e é claro, não sairei sem deixar um comentário:
Quanto mais leio do Paulo, mais o admiro, aliás sou fã de carteirinha dele.
Amei suas perguntas Serginho, e as respostas do Paulo, nota 1000!!

Beijos aos dois.

Glaukitos disse...

Adoro essa pessoa e o respeito muito.

Por que você faz poema? disse...

Perfeito encontro.

DPNN disse...

Parabéns pela entrevista, é sempre bom ver o lord como o Paulo expor suas ideias.

Hugo de Oliveira disse...

Adorei a entrevista.
Parabéns aos dois.


abraços

Vinicius.C disse...

Venho deixar o meu carinho e saber um pouco mais deste que considero um amigo Paulo Bratz!

Bom conhecer um pouco mais de vc Paulo- acho que é notório minha afinidade com pessoas inteligentes, não que eu seja o cara. Mas, já posso e sei fazer as minhas escolhas.

Um abraço a você Serginho e um prazer conhecer seu espaço!

Querendo venha conhecer meu blog- será bem vindo sempre!

Abraços!

Junnior disse...

Conhecendo um pouco mais do Bratz. Adoro.
Bjks.

Edilson Cravo disse...

Querido Serginho:

O que dizer do Sr.Bratz???rs ADORO...rs. Falando sério agora, acho que ele tem sempre algo muito bacana pra passar para as pessoas seja fazendo uma postagem engraçada e despretensiosa ou mesmo quando está falando algum assunto muito pertinente, ele sempre tem uma mensagem a transmitir e indiretamente nos convida a celebrar a vida com alegria e dignidade. Parabéns a você por entrevistá-lo novamente e ao Bracinni por ser a pessoa que é.

Paulo Braccini - Bratz disse...

Deixo aqui os meus agradecimentos a todos q deixaram seus registros ... é muito bom poder tê-los como amigos ...

bjão ao Serginho e aos demais amigos

o Humberto disse...

Muito bacana Serginho, muito legal esse seu trabalho de entrevistar os blogadores parceiros.

Legal conhecer mais do Bracini, que é um ícone entre o pessoal dos blogs. Eu gostei particularmente do que ele diz sobre gente que tem filhos apenas pra cumprir uma expectativa social. Sempre achei que devia haver uma espécie de "vestibular" pra isso, talvez diminuiria o número de filhos mal amados.

Enfim, parabéns pros dois!
:)

Luna Sanchez disse...

Sou fã do Paulo e gostei da entrevista toda, mas destaco a parte em que diz "a partir da virtualidade muito acrescentamos à nossa realidade."

Existe uma neura na Net hoje, parece que as pessoas estão se batendo à procura de algo que nem sabem o que é, e isso é uma lástima. Se apenas soubermos aproveitar o que a convivência dita virtual tem a nos oferecer, todo mundo ganha.

Paulo sempre com a razão, sempre com algo a acrescentar.

Beijos.

Antonio de Castro disse...

sou fã do paulo e não importa se ele publica textos dele ou não.

me enquadro no grupo dos que têm medo de ser conhecido, de ultrapassar essa fronteira do virtual que, sinceramente, acho que não existe (ainda que me amedronte)

o paulo, entretanto, eu conheci. e me sinto agraciado por isso. um homem maravilhoso, engraçado e divertido. me recebeu bem na cidade dele, conversou comigo coisas que ainda hoje às vezes me pego refletindo.

só tenho a agradecer.

beijos, paulo!

Lobo disse...

Não consigo ver o blog como trabalho ou trabalhoso. Pra mim é justamente o contrário, diversão :p

Fred disse...

Tb quero! Hehehehe!

Natalia Smirnova disse...

Ola, ótimo post. Chamou a minha atenção. Gostei.
Estou aqui para avisar que já está no ar o sexto capítulo de “Illegitimate”. O book está tendo ótimas críticas. Confira através do POET (Pages Of Erased Text).
Te vejo lá.
http://pagesoferasedtext.blogspot.com/

melo disse...

Bratz rules!

Não poderia deixar de passar aqui e dar meu OK a ele e a você, babe!

Ro Fers disse...

Que bacana a entrevista, pois o Braccini é gente boa...
Admiro-o....
forte abraço!

Diogo Didier disse...

Fiquei ainda mais fã do Paulo depois dessa intrigante entrevista dele...PARABÉNS Serginho e PARABÉNS Paulo pelo seu legado a Blogosfera...bjoxxxxx nos corações de vcs...

CIELLO disse...

ele é necessário