segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Dan Chiaroti (Naipes Flamejantes)

O entrevistado deste mês é um garoto que caiu de páraquedas no JeD em virtude do concurso que escolheu os blogayros mais lindos. Ele não venceu, mas merecidamente ficou no top 10. Lindo, sensível, sagitariano, conhecedor das coisas boas da vida e explorador de novas sensações (delícia!), Dan Chiaroti é um sonho e ainda acha que não tem fãs e que ninguém sonha com ele. Bobinho, se ele soubesse... Ok, confiram a entrevista com o dono dos Naipes Flamejantes.

Serginho Tavares: Como, quando e porque você resolveu criar um blog?
Dan: Eu sempre fui ligado à internet. Logo que surgiram as redes sociais e fotologs da vida já me interessei e fiz meus cadastros. Já com o blog foi diferente. Acessava vários e não achava que teria um. Depois de um tempo, como sou redator, resolvi publicar algumas coisas que tinha escrito, mas sem intenção nenhuma de ser reconhecido ou seguido. E o blog foi tomando corpo. Além de um espaço pra publicar meus textos ele serve pra desabafo, pra postar músicas que gosto, coisas bacanas de internet e, o que descobri bem depois, para fazer amigos.
O Naipes Flamejantes nunca teve o intuito de ter muitos seguidores, mas sim de ser um espaço mais pra diversão mesmo.

Serginho Tavares: Quais os posts escritos por você que mais os considera sendo especiais?
Dan: Os posts que mais gosto geralmente, e coincidentemente, falam de alguém com quem me envolvi. Acho que fico mais inspirado. Alguns são bem autobiográficos, mas sempre têm uma licença poética. Gosto de lê-los depois de algum tempo pra ver como me sentia na época e comparar como estão os sentimentos hoje. E olha que o blog só tem um pouco mais de um ano e já comprovei que sou um cara que vive um turbilhão de sentimentos.
Um post que gosto muito é um que fiz falando do meu pai e como foi contar pra ele que eu era gay. Se quiser vê-lo, só acessar aqui.

Serginho Tavares: O seu blog faz sucesso na blogosfera, tem conhecimento disto?
Dan: Será? Sucesso é relativo né? Acho que existem pessoas que se identificaram comigo e gostam de visitar o blog. Fico feliz porque nunca foi algo que eu esperei. É bacana ver gente que se identifica com você e gosta de incluir o blog em seu dia a dia. Mas daí a fazer sucesso mesmo é outra história. Prefiro continuar fazendo amigos do que ter um blog altamente conhecido e comentado. Essa não é a intenção mesmo.

Serginho Tavares: Os comentários são importantes? Interage com seus leitores?
Dan: Eu fico esperando os comentários. E ver as diferentes reações sobre um texto, uma música, uma opinião é extremamente prazeroso. Além disso, você se aproxima do leitor sim. Fica conhecendo como ele pensa, o que ele acha e quais você tem afinidade. É uma troca. E percebe-se que a cada comentário os laços se estreitam. Adoro receber comentários e na verdade eles são uma das razões para escrever. Tem gente ardida, tem gente fofa, tem gente que pensa diferente, e isso é incrível! Gente de todo jeito comentando no seu blog deixa ele bem mais interessante.

Serginho Tavares: Acredita que atingiu seu objetivo com seu blog?
Dan: Como já disse, ele nunca teve um objetivo concreto. Sempre pensei nele como uma válvula de escape mesmo. Bom, se pensarmos por este lado, cumpriu sim o objetivo. E muito bem! Ele me ajuda realmente a desabafar e entender melhor o que penso e sinto.

Serginho Tavares: Você foi escolhido pelos leitores do JeD como um dos mais lindos, como reage a isto? Te envaidece?
Dan: Ahauhauah. Eu adorei aquilo sabia? Ainda mais porque eu nem estava sabendo do "concurso". Mas acho que essa coisa de beleza é complicada. Ainda mais na internet. As fotos podem ter me favorecido. ahaha.
Claro que dá pra ficar envaidecido, pelo menos um pouquinho. Quem não gosta de ser elogiado? Se bem que no blog estou mais preocupado com as músicas e os textos mesmo. Se alguém se apaixonar por mim apenas pelo conteúdo dele, acho que ficaria ainda mais envaidecido.

Serginho Tavares: Fale um pouco sobre sua vida. Que livros, filmes, peças de teatro, tipos de música, você gosta?
Dan: Eu sempre gostei muito de música, de filmes e de leitura. Os livros que mais me interessam são os de ficção, estou lendo agora o clássico "O Diário Secreto de Laura Palmer" que sempre quis ler e nunca tinha tido a oportunidade. Essa semana, caiu na minha mão. É meio velhinho, mas to me divertindo. Gosto bastante do realismo fantástico do Gabriel García Marquez e Mia Couto, um escritor africano. Agora, filmes e músicas são minha real paixão e, apesar de ser redator e ter o dever de ler bastante, são eles que despertam em mim o maior interesse. Acho que o único tipo de filme que não me agradava era o de terror. De um tempo pra cá, até eles têm me segurado em frente a tv. Em relação a música, ouço de tudo, mas tenho uma tendência a gostar mais de vozes femininas, como acho que dá pra perceber no blog. Meu ídolo de todos os tempos, se é que eu tenho isso, é o Bowie e toda sua majestade! Rock and roll sempre vai ser meu estilo preferido, em todas as suas vertentes.

Serginho Tavares: O que pensa a respeito das redes sociais hoje em dia? São mesmo imprescindíveis?
Dan: Cara, pra mim sim! Elas são imprescindíveis no mundo moderno. Seja pra você estreitar seus relacionamentos, para conhecer gente, pra fechar negócios. Eu como publicitário tenho que estar presente nelas, interagir, entender e usar todo este mundo online a favor de meus clientes. E acabo me envolvendo também. É muito bacana você ter notícias de um amigo distante, acompanhar a vida do seu sobrinho que mora longe, saber que aquele carinha que você paquera é mesmo solteiro.
Os tempos mudaram e temos que acompanhar as mudanças. A rede social veio pra ficar e eu estou completamente nela, de um jeito ou de outro.

Serginho Tavares: Política é algo que te interessa? No caso de afirmativo, como observa a política brasileira, está satisfeito?
Dan: Por muito tempo fiquei alheio à política, o que não acontece mais. Hoje trabalho com comunicação pública e marketing político, não tem como não me envolver né? Por isso prefiro manter meu posicionamento político mais reservado, pra não gerar problemas pessoais. Mas posso afirmar que acho que o país tem andado por um caminho que me agrada, apesar dos muitos problemas que ainda estão por aí. Satisfação na política parece ser uma coisa distante para todo brasileiro, ainda.

Serginho Tavares: O Dan Chiaroti está namorando ou seus fãs podem continuar sonhando?
Dan: Ahahaha. Duvido que tenha gente sonhando comigo. Fãs, então, nem devem existir, aí já é demais né? Mas estou solteiro sim. Solteiríssimo!

Serginho Tavares: Como é sua relação com sua família? Eles sabem de sua orientação sexual?
Dan: Moro longe da minha família faz tempo já, mas isso não quer dizer que somos distantes. Meus pais, apesar dos meus 33 anos de independência, são meu porto seguro. Eles moram a 500km de distância e a gente se vê menos do que gostaria. Mesmo assim, nos falamos sempre. Um ano depois de ter entendido que era gay, (fiquei com um cara pela primeira vez aos 23 anos), eu estava bem diferente. E meu pai, mesmo a distância, percebeu algo fora do comum acontecendo.
Já desconfiado, ele me perguntou se tinha algo pra contar (exatamente o assunto do post que citei na pergunta 1. Contei que era gay e a partir daí todos em casa ficaram sabendo. No começo foi meio complicado, mas eu já morava fora então eles não tinham muito o que fazer. Meu pai sempre foi o mais compreensivo e depois meus irmãos. Minha mãe relutou bastante pra aceitar, mas hoje leva na boa. Não que seja a coisa que mais a agrada na vida, mas...

Serginho Tavares: Algum arrependimento?
Dan: Serginho, acho que não. To aqui tentando lembrar de algo, mas são besteiras. Nada que eu tenha me arrependido realmente. Acho que se errei, aprendi com isso e por isso não me arrependo. Sou daqueles que me arrependo de não ter feito algo, como todo bom sagitariano. Tem um amigo meu que diz que eu não vim a este mundo pra passar vontade. E convenhamos, não vim mesmo!

Serginho Tavares: O que diria para todos que te leem?
Dan: Obrigado! Obrigado! Obrigado!
Acho que se vocês leem é porque gostam e, se voltam, é porque querem. Quero dizer que fico muito feliz com isso: com a presença, a interação e o carinho de todo mundo. Vocês me fazem bem de verdade! Espero continuar agradando pra que vocês estejam sempre presentes!

Serginho Tavares: Obrigado pela entrevista Dan, você é muito querido por todos do JeD. Beijos.
Dan: Obrigado você querido! O moço mais fofo da blogosfera! Espero que gostem. Eu, adorei!

12 comentários:

Wans disse...

Dan é fofo e tem um gosto muito parecido com o meu. Bowie é deus e O Diário Secretod e Laura Palmer é delicioso, mesmo sabendo que fora uma forma de ganhar dinheiro fácil. Jennifer Lynch que escreveu. Acho ótimo as páginas arrancadas.

No mais, adoro o Naipes e esse garoto.

bjão, querido.

Antonio de Castro disse...

te contar que eu sou fã do Dan, sim. e que provavelmente ele estava no meu top 3 dos blogayros mais bonitos..

o cara é lindo (indiscutível), sempre sai com um video de música boa, fã do Bowie...

tem como não achar fofo?
tem?

não tem.
ótima entrevista, Serginho.
ótima ideia entrevistar esse blogayro humilde que acha q ngm é fã dele, q ngm acha ele gato.
Rá!

DPNN disse...

Dan é um cara muito bacana, como todo sagitariano... também sou sagitariano. Muito legal ver uma entrevista com um cara bem articulado, que sabe o que diz e se expressa bem. E o melhor: é uma pessoa de bem com a vida, e isso transparece no Naipes. Parabéns!

o Humberto disse...

Ah, sem desmerecer ninguém, mas o Dan é o mais especial da blogsfera. Esta entrevista, pra mim, só confirma isso.

Adorei todas as respostas, todas muito coerentes com o que a gente acompanha no "Naipes Flamejantes". Até o post citado por ele é o meu preferido por lá, muito lindo.

Só fiquei surpreso em saber que o blog tem pouco mais de um ano. A impressão que eu tinha é de que o Naipes e o Dan estavam sempre lá, que eu já convivia com os dois há mais tempo.

Muito bacana, Dan, adorei.

E Serginho, excelente entrevista, rapaz! Nem preciso dizer que vc manda muito bem no JeD também, né?

Abrazos pros dois!
;)

Dan disse...

to chique demais!
:D

Paulo Braccini - Bratz disse...

Dan é DIVO ... #fato ... adorei poder conhecê-lo um pouco mais ...

Edu disse...

O Dan é pra casar!!! Quer dizer, desde que ele tenha aprendido a cozinhar, além de filar bóia dos amigos de confraria. Ainda faremos uma caravana pra cidade do lindão pra abraçá-lo pessoalmente!

Fred disse...

Super bacana! A entrevista e o entrevistado! DanDan é o chaveirinho mais amado de Blogsville!
Congratzzzzz, Serginho!

Dil Santos disse...

Oi Serginho, tudobem?
Menino, achei o máximo a entrevista, esse quadro de interação.
Ai Serginho, brigado pelas felicitações dos 4 anos, digo o mesmo a vc.
Bjo

Dan disse...

Serginho!
Brigado pelo espaço viu?
Foi ótimo ter dado a entrevista, o pessoal gostou, me visitou e tudo mais!
bjo no coração!
:D

Lobo disse...

O Dan é um fofo! E igualmente gato, falo mesmo! hahaha

melo disse...

sou fã.

que mais?