quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Tarsila do Amaral

Hoje Tarsila do Amaral está fazendo 125 anos. Falo no presente porque alguém como ela pode ter deixado o mundo físico, mas sua obra tornou-se imortal. Percussora da vanguarda no Brasil com o famoso quadro Abaporu de 1928 dando origem ao movimento antropofágico. Em 1922, numa confeitaria da capital paulista, foi apresentada por Anita Malfatti à Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti Del Picchia. Juntos formaram o Grupo dos Cinco que defendia as ideias da Semana de Arte Moderna de 1922 e toma a frente do movimento modernista no Brasil. Uniu-se a Oswald de Andrade e viajaram pela Europa. Em Paris estudou com artistas cubistas: frequentou a Academia de Lhote, conheceu Pablo Picasso e tornou-se amiga do pintor Fernand Léger, visitando a academia desse mestre do cubismo, de quem Tarsila conservou, principalmente, a técnica lisa de pintura e certa influência do modelado legeriano.




7 comentários:

Paulo Braccini - Bratz disse...

Justa e Digna homenagem ... Tarsila foi a maior pintora modernista de nossa terra...

S.A.M disse...

Tarsila, assim como Portinari, Oswald são de uma geração de gênios que contribuiram de maneira única para a arte brasileira, quem me dera viver em SP naquela época....

São disse...

Obrigadissima , meu querido, por me dar a conhecer esta pintura!

Bem haja!

ManDrag disse...

Pinturas que dão vontade de comer. Gostei!

Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Simplesmente fantástica.
Bjux

Lobo disse...

Gente hahaha!

Posso não comentar em todos os posts, mas venho aqui sempre. Tô na correria, e as vezes nem tenho o que comentar. E tô preferindo não comentar a deixar um simples "legal!"

Mas sem piti que ando te lendo sim! hahaha

Beijo Serginho!

Jorge Oyafuso disse...

Tarsila; pintora ímpar!