quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Oscar - Ator

Ator coadjuvante:


Christopher Plummer
Toda Forma de Amor
Segunda indicação. O grande favorito venceu todos os prêmios e deve enfim levar a estatueta para casa no papel do homem que depois da morte da esposa assume sua homossexualidade.

Jonah Hill
O Homem que mudou o jogo
Primeira indicação. O gordinho chato faz parte desta nova safra de péssimos comediantes. O azarão da categoria interpreta um assistente que ajuda seu patrão a implementar um controverso plano para melhorar a equipe de beisebol.

Kenneth Branagh
Sete Dias com Marilyn
Quinta indicação. O charme do britânico foi o suficiente para ser indicado, resta saber se conseguirá convencer a todos de lhe darem o prêmio. Por enquanto, tudo indica que não, mas valeu assim mesmo, afinal, ele interpreta o célebre Sir Laurence Olivier.

Max Von Sydow
Tão forte e Tão Perto
Esta é apenas a segunda indicação deste excelente ator sueco. Infelizmente não deve ganhar, mas é sempre bom ver um ator do seu naipe reconhecido. Em Tão forte e Tão perto, seu personagem é de um homem que não fala, mas ajuda um garoto em uma missão em Nova York.

Nick Nolte
Guerreiro
Terceira indicação. Mais uma excelente interpretação de Nolte que pode fazer frente ao favorito Plummer. Aqui ele vive um alcoólatra em recuperação que concorda em treinar seu filho ressentido para uma competição de MMA. Por sinal, um tipo de personagem que a Academia adora.


Ator Principal:

Brad Pitt
O Homem que mudou o jogo
Provavelmente ele não irá ganhar nada, mas não se pode negar o seu charme e quem sabe uma surpresa. O marido de Angelina Jolie interpreta um homem que tenta reconstruir uma equipe de beisebol usando um sistema de recrutamento não convencional. Também concorre ao Oscar como produtor deste filme.

Demian Bichir
Uma Vida Melhor
Esta é a primeira indicação deste ator mexicano, porém sem chances. É o azarão da categoria no papel de Carlos Galindo, um jardineiro mexicano sem documentos lutando para criar uma vida melhor para si e para seu filho.

Gary Oldman
O Espião que Sabia Demais
Demorou muito para ele ser indicado. Sempre excelente, este inglês nascido em Londres nos apresenta  um agente de inteligência britânico, que é chamado a sair da aposentadoria para encontrar o agente duplo entre os seus antigos colegas. Uma  surpresa aqui seria muito bem vinda!

George Clooney
Os Descendentes
Quando anunciada as indicações ele se tornou o grande favorito, mas perdeu força com a vitória do francês Jean Dujardin no sindicato dos atores. Clooney vive com maestria um marido e pai lutando para lidar com a morte que se aproxima de sua esposa. Vale lembrar que este ano ele também concorre pelo roteiro de Tudo pelo Poder. Mais chances de não ir para casa com as mãos abanando...

Jean Dujardin
O Artista
Primeira indicação. Tornou-se o grande favorito recentemente e tudo indica que leve o prêmio. Em O Artista ele vive George Valentin, uma estrela do cinema mudo sem vontade de fazer a transição para o cinema sonoro.

5 comentários:

Cara Comum disse...

Ah o George Clooney... *_*

DPNN disse...

escrevi hoje sobre o "Toda Forma de Amor", não acho que o Plummer mereça levar, seria premiar o personagem (que é ótimo) e não a atuação (que não exigiu tanto assim dele). Mas algo me diz que ele leva.

Ah, sou fã do Jonah Hill, mas não vi o filme dele ainda, então não sei se merece.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Carnaval passou e Bratz voltou! bjão ao amigo!

Fred disse...

GO Plummer GO!!! Hehehe! Mas o Dujardin tb tá no páreo... Hugz, meu divo-master!

blogsophieloren disse...

torcendo loucamente pro Plummer e pro Dejurdin nessas categorias!