segunda-feira, 11 de junho de 2012

Sobre a difícil arte de atuar (em sociedade)

Eu estava bem perto de um ataque cardíaco quando me deparei fazendo mais coisas do que não gosto do que as que de fato gosto. Não sou idiota em achar que na vida não temos que fazer coisas que não gostamos, infelizmente teremos que ceder em determinados momentos, mas foi impressionante saber que eu não estava vivendo feliz. Buscar o equilíbrio disto era a solução e aos poucos fui recolocando as coisas em ordem. Ainda me falta muito, não estou no emprego que gosto, na verdade eu odeio isto aqui, mas é o que tem pra hoje como diria o Bratz, pior sem ele, entretanto eu quero mais porque eu mereço mais. Eu não mereço carrancas, risos forçados, piadas sem graça e pessoas ignorantes ao meu lado. E mesmo sabendo que temos que viver em sociedade, eu sei que posso estar num local mais condizente com meus valores do que o local onde estou.

10 comentários:

Mauri Boffil disse...

realmente, não é fácil usar essas carrancas...

Margot disse...

O primeiro passo é esse Sergio.Saber que vc merece mais. Saiba seu real valor e parta, meu querido, em busca do que realmente lhe satisfaça.
abraços e boa semana

São disse...

Meu bem, o facto de saber que merece mais já é meio caminho andado para obter o que deseja.

não desanime e siga em frente!

Abraço solidário, Serginho.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Sim querido é assim mesmo ... se é o que tem pra hoje melhor com ele que sem ele ... mas buscar o q merecemos é justo e digno ...

bjão

FOXX disse...

vc deve tá bem puto, pra escrever esse desabafo assim... espero q vc encontre logo algo melhor pra vc, qrido, algo q vc queira pq vc merece.

Fred disse...

Dá um pé nos carrancudos e vem pra cá, vem! Hehehehe! Beijokas, querido!

ManDrag disse...

A vida faz-se de descobertas. E para descobrir a vida é preciso sair do buraco que por vezes cavamos e onde nos escondemos.
O procurar mais não implica desdenhar do bem que se tem.

Beijos

Edilson Cravo disse...

Serginho:

Tem horas que um bom som e bom fone de ouvido salvam a nossa pele e nossa saúde mental...rs.
Linda semana querido. Abraços.

railer disse...

isso aí, a gente tem se sentir bem. se não estiver gostando, parte pra outra.

railer disse...

isso aí, a gente tem se sentir bem. se não estiver gostando, parte pra outra.